Exercício “Serra D’Ossa 2018 “Tudo está a funcionar muito bem”, diz Secretário de Estado da Proteção Civil

0

No rescaldo de uma das maiores operações de treino de sempre, da Proteção Civil, denominada como “Serra D’Ossa 2018”, e que envolveu os Municípios de Alandroal, Borba, Estremoz, Redondo e Vila Viçosa, oSecretário de Estado da Proteção Civil, José Artur Neves, disse à Rádio Campanário que este Foi “um exercício fundamental para articular os vários organismos associados à proteção civil”.

Por um lado, o “trabalho de prevenção está a ser desenvolvido e simultaneamente estamos a trabalhar na outra dimensão, que é a preparação de todas as estruturas do combate aos incêndios de maneira que tudo esteja devidamente articulado de acordo com o sistema de gestão de operações, em todos os níveis desse sistema”, acrescentou o Secretário de Estado da Proteção Civil,.

Mesmo num teatro de operações, simuladas, que envolveu mais de duas dezenas de instituições, José Artur Neves diz que “tudo está a funcionar muito bem”.

Também o comandante dos Bombeiros Voluntários de Vila Viçosa, Nuno Pinheiro, considera que “o balanço é positivo”. Isto depois de um dia de treinos que contemplaram a simulação de um resgate de dois trabalhadores projetados a 40 metros de profundidade na pedreira “Ezequiel Francisco Alves, Lda”, em Bencatel, com a queda de uma grua durante uma visita de turistas. Para o local foram mobilizados dois grupos de operacionais, com o apoio diferenciado do INEM com helicóptero no teatro de operações.

O comandante salientou, no entanto, que “algumas coisas temos que corrigir”, referindo que “estamos já a praticar o novo SGO [Sistema de Gestão de Operações] que saiu há uma semana”, através do Despacho n.º 3317-A/2018.

Sobre as comunicações, o comandante dos Bombeiros Voluntários de Vila Viçosa, diz que “todas funcionaram bem”, garantindo que a zona negra do SIRESP, junto à Rua da Carreia, que não foi testada nesta simulação, será colmatada em breve.

Rádio Campanário

 

 




Sobre quem enviou a noticia

Ana Romaneiro

Ana Romaneiro

Nasceu em Évora onde cresceu e estudou. Desde muito cedo que partilha o gosto pela informática, que, a levou a tirar um curso profissional técnico de Gestão de Sistemas Informáticos, profissão que exerce na atualidade. A sua ligação aos bombeiros surge aos 13 anos ao entrar na fanfarra dos Bombeiros de Évora, onde permaneceu até 2013. Na atualidade integra a corporação os Bombeiros de Reguengos de Monsaraz, no posto de bombeira de 2º.