Esposende atribui vantagens e benefícios sociais aos bombeiros voluntários

0

esposendeBombeiros voluntários poderão beneficiar, nomeadamente, de seguro de acidentes pessoais, redução de 50% do pagamento de taxas de licenciamento para construção, reconstrução, ampliação e alteração de primeira habitação e de isenção de taxas de ligação e de faturação de água, saneamento e lixo.

O Município de Esposende aprovou o regulamento para atribuição de benefícios sociais aos voluntários das corporações de bombeiros do concelho, informou hoje fonte camarária.

De acordo com o regulamento, os bombeiros voluntários poderão beneficiar, nomeadamente, de seguro de acidentes pessoais, redução de 50% do pagamento de taxas de licenciamento para construção, reconstrução, ampliação e alteração de primeira habitação e de isenção de taxas de ligação e de faturação de água, saneamento e lixo.

A utilização gratuita das piscinas municipais será outra das benesses, assim como a prioridade na atribuição de habitação social promovida pelo município.

Os bombeiros voluntários beneficiarão ainda de aconselhamento jurídico e apoio psicológico em situações decorrentes do exercício da sua função humanitária.

O regulamento vai ser agora sujeito a discussão pública, para que os munícipes possam pronunciar-se sobre as normas de apoio definidas, através da apresentação de reclamações, observações ou sugestões.

Findo o período de consulta pública, o regulamento terá que ser novamente aprovado pela Câmara e, posteriormente, pela Assembleia Municipal.

A concessão de benefícios sociais é tida pelo município como forma de incentivar o voluntariado, atendendo a que os corpos de bombeiros, à semelhança de outras instituições, se debatem com a escassez de pessoal.

“Pretende-se, pois, criar um instrumento de caráter social, que conceda a estes cidadãos determinadas vantagens e benefícios, incentivando-os ao exercício do voluntariado, reconhecendo, também por esta via, a mais-valia do seu trabalho”, refere um comunicado camarário.

O regulamento que agora vai para consulta pública “recolheu o parecer favorável, com congratulação”, da Associação Humanitária de Bombeiros Voluntários de Esposende e da Benemérita Associação Humanitária de Bombeiros Voluntários de Fão”.

Segundo a câmara, isto denota que o regulamento “vai ao encontro das expectativas e anseios das corporações e, por conseguinte, dos soldados da paz do concelho”.

Fonte: ominho.pt




Sobre quem enviou a noticia

Ana Romaneiro

Ana Romaneiro

Nasceu em Évora onde cresceu e estudou. Desde muito cedo que partilha o gosto pela informática, que, a levou a tirar um curso profissional técnico de Gestão de Sistemas Informáticos, profissão que exerce na atualidade. A sua ligação aos bombeiros surge aos 13 anos ao entrar na fanfarra dos Bombeiros de Évora, onde permaneceu até 2013. Na atualidade integra a corporação os Bombeiros de Reguengos de Monsaraz, no posto de bombeira de 2º.