Deputada Paula Santos do PCP dedica dia em Castelo Branco à Proteção Civil

0

A deputada do Partido Comunista Português (PCP), Paula Santos visitou esta semana Castelo Branco onde dedicou o dia à Proteção Civil.

Paula Santos levou a cabo, ao longo do dia 19 de dezembro, reuniões com a Federação Distrital dos Bombeiros e com o Comando de operações de Socorro (CDOS).

No final da jornada a deputada comunista fez o balanço dos encontros de trabalho salientando que o “diagnóstico dos fogos está feito, as causas identificadas, mas falta mais investimento na prevenção”.

A conversa na Federação Distrital de Bombeiros, com o respetivo presidente mostrou “as carências no que diz respeito a viaturas. Os apoios para as viaturas não são os necessários para a renovação deste parque”, disse Paula Santos.

A deputada que foi acompanhada, durante o dia em Castelo Branco por elementos da Direção Regional do PCP, referiu ainda, após a reunião com o comandante do CDOS que “não havendo cadastro coloca-se a dificuldade de identificar quem são os proprietários dos terrenos, algo que está muito atrasado no nosso país, pelo que é preciso também intervir e dotar o Estado de meios para uma maior fiscalização e monitorização da floresta”.

Ambas as matérias são acompanhadas pelo PCP que “propôs a criação de um grupo de trabalho permanente na Assembleia da República, para acompanhar estas matérias. Há relatórios, diagnósticos, mas falta levar à prática este conjunto de medidas e preocupações que estão já expressas e foi isso que aqui, esta visita permitiu confirmar e que será levado à Assembleia da República”, afirmou Paula Santos.

A deputada ‘madrinha’ do distrito beirão, perante a redução do número de ocorrências e de área ardida alerta para que esse “deve ser um elemento motivador para se continuar a trabalhar no sentido destes factores reduzirem ainda mais”.

beiranews.pt




Sobre quem enviou a noticia

Ana Romaneiro

Ana Romaneiro

Nasceu em Évora onde cresceu e estudou. Desde muito cedo que partilha o gosto pela informática, que, a levou a tirar um curso profissional técnico de Gestão de Sistemas Informáticos, profissão que exerce na atualidade. A sua ligação aos bombeiros surge aos 13 anos ao entrar na fanfarra dos Bombeiros de Évora, onde permaneceu até 2013. Na atualidade integra a corporação os Bombeiros de Reguengos de Monsaraz, no posto de bombeira de 2º.