Viatura dos Bombeiros de Penafiel capotou e corporação pede ajuda

0

Os Bombeiros Voluntários de Penafiel perderam uma viatura de combate a incêndios num despiste no sábado. Segundo a corporação, o veículo tanque capotou tendo sofrido “danos elevadíssimos, eventualmente perda total”. Um bombeiro sofreu apenas escoriações.

A associação humanitária usou uma publicação na rede social Facebook para deixar o alerta e pedir ajuda. Os Bombeiros de Penafiel explicam que, no espaço de uma hora, tiveram de dar resposta a sete ignições de incêndios rurais, o que exigiu “uma movimentação elevada de operacionais e veículos para garantir a resposta eficiente a todas as ocorrências”.

“Durante a movimentação de veículos entre as diferentes ocorrências, um veículo tanque sofreu um despiste, tendo capotado. O operacional apenas teve algumas escoriações. Os danos no veículo são elevadíssimos, eventualmente perda total, o que irá ser um problema sério para a nossa corporação, face à época de incêndios rurais que se avizinha”, lamentam os responsáveis pela associação humanitária.

É que, lembram, os Bombeiros “não vão receber qualquer reembolso ou subsídio pela perda do veículo, dado que o acidente foi fora da época de incêndios rurais (que inicia a 15 maio), ficando o prejuízo a cargo da corporação”.

Até conseguirem nova viatura – objetivo para o qual pedem o apoio da população e entidades do concelho – “o veículo que substituirá o atual tem mais de 40 anos, menos capacidade de água e não oferece as melhores condições de segurança”.

“Na candidatura Plano de Recuperação e Resiliência (PRR) para reforço da capacidade operacional do corpo de Bombeiros, com um veículo tanque todo terreno, não fomos selecionados, porque não temos mancha florestal suficiente, contudo continuamos a ser aqueles que mais incêndios temos a nível nacional e, quando necessário, combatemos fora das nossas áreas florestais”, frisa a corporação penafidelense.

À semelhança do que aconteceu em março, os Bombeiros de Penafiel deixam novo alerta quanto à possível mão criminosa nestas ignições, pedindo um reforço da averiguação por parte das entidades competentes: “As ignições que têm ocorrido levantam novamente sérias suspeitas em relação à origem, causando perdas de equipamentos e despesas avultadas aos Bombeiros”.

Fonte: Jornal de Noticias  – Fernanda Pinto

About author

Paulo Reis

É natural e residente em Esmoriz, a sua vida profissional está ligada à indústria automóvel nestes últimos 25 anos como CAD Designer. É um dos fundadores da Rádio Voz de Esmoriz, onde apresentou o programa de rádio “Bombeiros em Missão”. Está ligado desde tenra idade aos Bombeiros de Esmoriz onde fez parte da orquestra do Grupo Cénico e hoje, ocupa o posto de Subchefe. Foi responsável pelo Grupo de Comunicação & Imagem dos BV Esmoriz e integrou a equipa do portal bombeirosdeportugal.com. É o responsável do Departamento de Relações Públicas do portal Bombeiros.pt