Major-general Grave Pereira escolhido para dirigir Protecção Civil

0

FPereiraMajor-General do exército ocupa lugar deixado vago há semanas pela saída do anterior presidente da Autoridade Nacional de Protecção Civil que foi comandar a GNR.

O Ministério da Administração Interna anunciou esta segunda-feira que vai propor à Comissão Nacional de Protecção Civil o nome do major-general Francisco Miguel da Rocha Grave Pereira para o lugar de presidente da Autoridade Nacional de Protecção Civil (ANPC).

O major-general Grave Pereira exerce actualmente as funções de subdirector na Direcção-Geral de Armamento e Infra-Estruturas de Defesa do Ministério da Defesa Nacional.

A presidência da ANPC ficou vazia há umas semanas com a saída do então presidente, tenente-general Manuel Couto, que em finais de Abril tomou posse como comandante-geral da GNR.

Quem é Francisco Grave Pereira?

Segundo dados ministeriais publicados recentemente em Diário da República, o Major-General Francisco Miguel da Rocha Grave Pereira nasceu em Lisboa, tem 52 anos de idade e 34 anos de serviço. Foi promovido ao atual posto em 13 de janeiro de 2010.

Está habilitado com o Curso de Engenharia da Academia Militar, os Cursos de Promoção a Oficial Superior e o Curso de Estado-Maior, do Instituto de Altos Estudos Militares e o Curso de Promoção a Oficial General do Instituto de Ensino Superior Militar.

Ao longo da sua carreira, prestou serviço em várias unidades, estabelecimentos e órgãos do Exército. Na Escola Prática de Engenharia, desempenhou as funções de Comandante de Companhia, em subunidades operacionais, foi instrutor de cursos de formação, promoção e qualificação, foi Diretor de Estudos e Instrução e Segundo-Comandante. No Regimento de Engenharia n.º 1 foi Comandante de Companhia. Na Academia Militar foi professor adjunto e posteriormente professor catedrático das disciplinas de Organização do Terreno e Tática de Engenharia.

No Comando Operacional das Forças Terrestres foi adjunto nas Repartições de Informações e de Operações, na Direção dos Serviços de Engenharia foi chefe das Repartições de Património, de Organização e Coordenação de Obras e na Repartição Técnica de Engenharia.

Desempenhou as funções de Adjunto do General Chefe do Estado-Maior do Exército, funções que deixou para comandar o Regimento de Engenharia 3, em Espinho, entre 2004 e 2006.

Entre 2006 e setembro de 2007 foi Chefe da Divisão de Planeamento de Forças do Estado-Maior do Exército.

Após a frequência do Curso de Promoção a Oficial General, em julho de 2008, foi colocado na Inspeção-Geral do Exército, com a função de inspetor.

Desempenhou entre 21 de maio de 2009 e 31 de outubro do mesmo ano as funções de Subdiretor-Geral da Direção-Geral de Infraestruturas do Ministério da Defesa Nacional.

Desde 1 de novembro de 2009 desempenha as funções de Subdiretor-Geral da Direção-Geral de Armamento e Infraestruturas de Defesa no Ministério da Defesa Nacional Da sua folha de serviços constam 11 louvores, dos quais 5 concedidos pelo General Chefe do Estado-Maior do Exército e 4 por Oficiais Generais. Possui, ainda, várias condecorações, de que se salientam o Grau de Grande Oficial da Ordem Militar de Avis, 3 Medalhas de Prata de Serviços Distintos, as Medalhas de Mérito Militar de 1.ª e 2.ª classe, a 2.ª Classe da Medalha de D. Afonso Henriques – Mérito do Exército e a Medalha de Prata de Comportamento Exemplar.

 

(Fonte: Público/ Bombeiros.pt)

 




Sobre quem enviou a noticia

Daniel Rocha

Daniel Rocha

Nasceu na Guarda, mas foi em Famalicão da Serra que cresceu e conheceu o mundo dos bombeiros integrando o corpo activo. É Licenciado em Línguas e Literaturas Modernas, variante de Estudos Portugueses, e possui um Curso de Especialização em Ensino de Português como Língua Estrangeira e Língua Segunda (PLELS), ambos na Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra (FLUC). Para além da vida de professor, dedica-se a muitas outras actividades, entre as quais o teatro e a escrita, tendo publicado com alguma regularidade desde 2011. A sua ligação e gosto pelo mundo da imprensa levaram-no a ser colaborador da Rádio Altitude (Guarda) e do jornal Notícias de Gouveia (Gouveia).