Última Hora: elevado número de infetados com legionella alerta autoridades

0
(Foto: family practice notebook)

(Foto: family practice notebook)

O número de pessoas contaminadas com ‘legionella’ subiu para 66, estando 50 no hospital de Vila Franca de Xira, e as outras 16 em vários hospitais de Lisboa, disse à Lusa uma fonte oficial da Administração Regional de Saúde de Lisboa.

Os responsáveis de Saúde estão reunidos para analisar a situação, devendo ser transmitida uma posição oficial sobre este tema por volta da hora de almoço, sendo possível a convocação de uma conferência de imprensa ou a emissão de um comunicado. «Os casos são todos oriundos de Vila Franca», sublinhou esta fonte oficial, afastando assim a hipótese de contaminação múltipla em vários pontos da zona da Grande Lisboa. Na sexta-feira deram entrada no Hospital de Vila Franca de Xira 27 pessoas com queixas do foro respiratório, tendo mais tarde aquela unidade hospitalar confirmado tratar-se de infetados com a bactéria ‘legionella’.

Em declarações à Lusa, o diretor-Geral de Saúde, Francisco George, disse que, «ao que tudo indica», os casos de infeção por ‘legionella’ circunscrevem-se ao concelho de Vila Franca de Xira.

Das 27 pessoas internadas em Vila Franca de Xira, sete estavam nos Cuidados Intensivos e Intermédios, sendo que uma destas estava «ventilada». «É o que está pior», referiu fonte oficial do Hospital Reynaldo dos Santos.

A bactéria “legionella” é responsável pela Doença dos Legionários, uma pneumonia grave, cuja infeção se transmite por via aérea (respiratória), através da inalação de gotículas de água ou por aspiração de água contaminada.

(Fonte: TSF)

 




Sobre quem enviou a noticia

Daniel Rocha

Daniel Rocha

Nasceu na Guarda, mas foi em Famalicão da Serra que cresceu e conheceu o mundo dos bombeiros integrando o corpo activo. É Licenciado em Línguas e Literaturas Modernas, variante de Estudos Portugueses, e possui um Curso de Especialização em Ensino de Português como Língua Estrangeira e Língua Segunda (PLELS), ambos na Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra (FLUC). Para além da vida de professor, dedica-se a muitas outras actividades, entre as quais o teatro e a escrita, tendo publicado com alguma regularidade desde 2011. A sua ligação e gosto pelo mundo da imprensa levaram-no a ser colaborador da Rádio Altitude (Guarda) e do jornal Notícias de Gouveia (Gouveia).