Última hora: Descarrilamento de composição do Metro de Lisboa fere maquinista

0

MAPA_METRO_LISBOAComboio, que já não transportava passageiros, “não conseguiu parar a tempo e embateu na parede”.

O descarrilamento de uma composição do Metro de Lisboa que estava a fazer inversão de marcha na estação do aeroporto, num dos extremos da Linha Vermelha, provocou esta terça-feira ferimentos no maquinista, disse à Lusa fonte policial.

O comboio, que já não transportava passageiros, “não conseguiu parar a tempo e embateu na parede”, disse a mesma fonte.

De acordo com o Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM), o alerta foi dado às 12h38 e o acidente provocou um ferido ligeiro, um homem de 42 anos, “com suspeita de fractura num punho e diversas escoriações”.

O homem foi levado para o Hospital de São José.

No local estiveram uma ambulância e uma viatura médica de emergência e reanimação (VMER) do INEM, bem como, segundo fonte dos Sapadores Bombeiros de Lisboa, três viaturas deste regimento com 10 operacionais.

O alerta foi recebido pelos Sapadores às 12h47.

Troço encerrado
A Linha Vermelha do Metro de Lisboa está encerrada entre as estações de Moscavide e aeroporto, na sequência do descarrilamento. Este troço abrange, além daquelas duas estações, a da Encarnação.

Na estação do Aeroporto, pelas 15h00, seis agentes da PSP estavam a impedir a entrada de passageiros, constatou a Lusa no local.

FONTE – RR




Sobre quem enviou a noticia

Sérgio Cipriano

Sérgio Cipriano

Natural de Gouveia e licenciado em Comunicação Multimédia pelo Instituto Politécnico da Guarda. Ingressou nos bombeiros com apenas 13 anos de idade e hoje ocupa o cargo de sub-chefe. É um dos fundadores da Associação Amigos BombeirosDistritoGuarda.com e diretor de informação do portal www.bombeiros.pt, orgão reconhecido pela Entidade Reguladora para a Comunicação Social.