Turistas alemães resgatados do rio Douro em Carrazeda de Ansiães

0
foto PEDRO CORREIA / GLOBAL IMAGENS

foto PEDRO CORREIA / GLOBAL IMAGENS

Cinco turistas alemães foram resgatados do rio Douro, ao princípio da tarde desta terça-feira, depois da pequena embarcação em que seguiam se ter voltado devido às ondas provocadas pela passagem de um navio de turismo fluvial.

O incidente ocorreu na zona do túnel da rapa, da linha ferroviária do Douro, no concelho de Carrazeda de Ansiães. Nenhum turista ficou ferido.

O primeiro tenente Fernandes Vitorino, oficial adjunto da Capitania do Porto do Douro, confirmou, ao “Jornal de Notícias”, que “os cinco turistas estavam a descer o rio Douro numa pequena embarcação do tipo kayak e foram surpreendidos, cerca do meio dia, pelas ondas provocadas por uma embarcação marítimo-turística com a qual se cruzaram”.

A força das ondas fez com que os turistas fossem atirados à água. Nadaram e conseguiram chegar à margem direita do rio, ficando ali à espera do socorro, numa zona rochosa e muito íngreme, em que o acesso é feito apenas a partir da linha de caminho de ferro.

A Refer disponibilizou uma drezine, veículo de manutenção da linha, para deslocar os bombeiros de Carrazeda de Ansiães e elementos do INEM e da GNR para a área do acidente. “Quando chegámos lá ajudámos os homens a subir para a linha de caminho de ferro. Uma vez que não apresentavam quaisquer ferimentos seguiram connosco até à estação de Foz-Tua de onde continuaram o passeio turístico que estavam a fazer”, revelou, ao JN, o comandante dos Bombeiros Voluntários de Carrazeda de Ansiães, Abílio Félix.

O comandante disse ainda que se trata de cinco turistas alemães, todos com mais de 60 anos de idade e que estavam a descer o rio Douro na pequena embarcação, que “acabou por partir-se por causa da força das ondas”.

Fonte: JN

 




Sobre quem enviou a noticia

Mónica Costa

Mónica Costa

É natural de Tabuaço, licenciada em Comunicação e Relações Económicas e Mestre em Marketing e Comunicação. Foi jornalista na Rádio F até 2013 e apesar de nunca ter estado diretamente ligada ao mundo dos bombeiros, acompanhou sempre com um enorme respeito e admiração o seu trabalho. Na atualidade integra a equipa da Direção informativa do portal bombeiros.pt.