Transporte adaptado reforçado em Cascais

0
Importante recurso no transporte dedicado a munícipes deficientes, o serviço municipal de transporte adaptado assegura a mobilidade a cerca de 100 munícipes com deficiência ou mobilidade condicionada. Para garantir a actualização das viaturas especiais afectas a este serviço, a Câmara Municipal de Cascais aprovou recentemente uma verba no valor de 155 mil euros destinada a apoiar a aquisição de novos veículos por parte das Associações de Bombeiros Voluntários do concelho, parceiras do município na prestação deste serviço.
Criado em 1991 pela Câmara Municipal de Cascais, o serviço municipal de transporte adaptado destina-se residentes no concelho sejam crianças, jovens ou adultos com deficiência motora e que se deslocam em cadeira de rodas, ou que se encontrem dependentes na mobilidade, fruto de deficiência, patologia física ou doença mental. Destina-se ainda a ser utilizado por munícipes até aos 18 anos portadores de deficiência auditiva e visual.
Através da oferta de um transporte adaptado às necessidades de quem, por exemplo, não vê, não ouve ou tem dificuldades em locomover-se, o município garante mais uma forma de inclusão social, já que, através do transporte adaptado, os munícipes têm acesso a deslocações gratuitas para a escola, centro de formação, ou local de trabalho e regresso. Está também incluído neste serviço o transporte para locais onde decorram atividades terapêutico–desportivas, de lazer e instrumentais.
Ajustando-se às várias dimensões da vida social e profissional, o transporte adaptado constitui um meio para a realização pessoal, tornando mais fácil a conciliação entre a vida familiar e profissional dos agregados familiares com pessoas (menores ou adultos) dependentes na mobilidade.
No concelho é garantido regularmente o transporte de 94 munícipes, doa quais 74 são transportados pelas carrinhas adaptadas das Associações de Bombeiros Voluntários e 20 são transportados pelas duas carrinhas afetas directamente aos serviços municipais de Acção Social. Registam-se ainda alguns pedidos de transporte adaptado para apoio à realização de atividades lúdicas e eventos que envolvam a participação de deficientes em maior número.
FONTE: cyberjornal

About author

Sérgio Cipriano

Sérgio Cipriano

Natural de Gouveia e licenciado em Comunicação Multimédia pelo Instituto Politécnico da Guarda.
Ingressou nos bombeiros com apenas 13 anos de idade e hoje ocupa o cargo de sub-chefe.
É um dos fundadores da Associação Amigos BombeirosDistritoGuarda.com e diretor de informação do portal www.bombeiros.pt, orgão reconhecido pela Entidade Reguladora para a Comunicação Social.