Todos seremos sempre poucos – Dia do Bombeiro Português

0

Pela primeira vez na sua história a Liga dos Bombeiros Portugueses não pode organizar em maio de 2020 o Dia do Bombeiro Português, no qual deveria ser entregue o Prémio Bombeiro de Mérito. Estava em causa a pandemia que já grassava no país, na Europa e em quase todo o Mundo. Este ano, 2021, pelas mesmas razões também não será possível organizar essa efeméride. Mas a impossibilidade de celebrar dignamente a efeméride não desvaloriza a data nem os objetivos que estão subjacentes a ela.
De facto, por maioria de razão, teria agora cabimento celebrá-la ainda com mais expressão e sentido de justiça para, em particular, assinalar a nobreza de caráter, a abnegação, o risco e a coragem com que os Bombeiros Portugueses, há mais de um ano, lutam contra a pandemia e continuam a apoiar e a socorrer todas as pessoas que deles necessitam.
No Dia do Bombeiro, com especial ênfase, falar de todas as mulheres e homens operacionais é um gesto de agradecimento e de reconhecimento para com elas e eles, que fazem da sua vida do dia a dia a defesa intransigente das populações nas mais diversas e primordiais funções.
Há um século, na gripe espanhola, nas cheias, nos grande incidentes e incêndios registados para a história, na gripe A e agora na pandemia de COVID-19, os Bombeiros Portugueses têm sido exemplares, bem demonstrativos da sua elevação moral e ética em prol dos outros.
A dívida de gratidão das populações para com os seus bombeiros é imensa e nem sempre tem sido devidamente assumida e correspondida em apoios de que eles necessitam para manter e desenvolver a sua missão humanitária.
No próximo domingo, 30 de maio, Dia do Bombeiro Português, a LBP saúda todos os Bombeiros Portugueses.
Testemunha-lhes o seu enorme apreço e admiração e sublinha que, face à pandemia e perante todos os atos e sacrifícios por eles assumidos em 2020 e 2021 nesse âmbito, todos eles sem exceção são dignos merecedores do Prémio Bombeiro de Mérito. Todos serão sempre poucos para o muito que continuarem a fazer em prol das populações. Nos tempos que correm não é fácil ser-se bombeiro, nomeadamente voluntário. Todos eles sem exceção são credores do respeito e admiração dos portugueses. Assim estes saibam merecer os Grandes Bombeiros que têm.

Os Bombeiros Portugueses são hoje em dia cerca de 30 mil mulheres e homens que juraram defender o seu semelhante perante todas as adversidades que no dia a dia vão surgindo, sejam eles acidentes rodoviários, ferroviários, aeronáuticas, inundações, corte de estradas, incêndios industriais, urbanos e florestais, qualquer outro tipo de acidentes ou catástrofes, bem como ainda o transporte de doentes urgentes e emergentes, incluindo os não urgentes a que todos os dias os bombeiros dão o seu primordial apoio.
Longe estávamos todos nós de imaginar que nos anos de 2020 e 2021 nos reservava uma tamanha privação, ou seja a de ter que lutar contra um inimigo invisível que nos assola e condiciona a nossa atividade e para a qual nos tivemos que inventar, ser criativos e fazer das fraquezas, forças para podermos continuar a missão de ajudar tudo e todos os que de nós necessitam. Estamos e continuamos a estar numa guerra com duas frentes, em luta contra o inimigo invisível da pandemia, e outra que engloba outras tantas situações, incêndios de vária ordem, nomeadamente, rurais, florestais, industriais e urbanos, sinistros, acidentes e socorro pré-hospitalar, entre muitos outros.
Nunca, mas nunca mesmo, voltamos as costas a esta luta, dando sempre a sua Vida pela Vida do outro Homem nosso Irmão.
Tal, também, não teria sido possível, sem a preparação e a organização que em cada Associação e cada Corpo de Bombeiros onde foram desenvolvidas estratégias para garantir a eficiência e a eficácia dos operacionais que servem a causa do humanismo e do voluntariado em Portugal.
A Liga dos Bombeiros Portugueses considera fundamental, e de toda a justiça, que estas mulheres e homens, bombeiros, e quadros de comando que nos últimos 3 anos não tenham sido alvo de qualquer processo disciplinar, sejam condecorados com um louvor coletivo pelo esforço, pela coragem, determinação, humanismo e solidariedade que demonstraram ao longo de todo o ano de 2020 e já parte de 2021. Por isso, vamos propor ao Senhor Presidente da Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil, General Duarte Costa, que atribua um louvor coletivo a todos os Bombeiros Portugueses e aos seus quadros de comando, enquanto principais agentes da Proteção Civil em Portugal.
Será bom ainda lembrar que os Bombeiros são o maior Exército de Soldados da Paz e da Vida que existe em Portugal.

Lisboa, 27 de Maio de 2021
O Presidente
Jaime Marta Soares
Comandante

About author

Paulo Reis

É natural e residente em Esmoriz, a sua vida profissional está ligada à indústria automóvel nestes últimos 25 anos como CAD Designer. É um dos fundadores da Rádio Voz de Esmoriz, onde apresentou o programa de rádio “Bombeiros em Missão”. Está ligado desde tenra idade aos Bombeiros de Esmoriz onde fez parte da orquestra do Grupo Cénico e hoje, ocupa o posto de Subchefe. Foi responsável pelo Grupo de Comunicação & Imagem dos BV Esmoriz e integrou a equipa do portal bombeirosdeportugal.com. É o responsável do Departamento de Relações Públicas do portal Bombeiros.pt