Simulacro de um acidente rodoviário pôs à prova a operacionalidade e o plano de resposta dos Bombeiros Voluntários de Macedo de Cavaleiros

0

 macedo cavaleirosUm simulacro de um acidente rodoviário permitiu por à prova a operacionalidade e o plano de resposta dos Bombeiros Voluntários de Macedo de Cavaleiros numa situação de acidente com multi-vítimas.

O cenário parecia real, mas não passou de uma simulação para testar os meios humanos e técnico dos Bombeiros e do INEM.

Do acidente de viação, com atropelamento e colisão de três veículos ligeiros de passageiros, e um curto-circuito numa das viaturas, resultaram seis vítimas, cinco delas em estado grave.

Três vítimas ficaram encarceradas, o que obrigou a manobras de desencarceramento.

Rómulo Pinto, oficial dos Bombeiros Voluntários de Macedo, enumera os objetivos que pretendem atingir com estes simulacros.

“Tivemos este simulacro de uma ocorrência de um acidente rodoviário. Pusemos à prova a segurança do pessoal e a organização de grupos de trabalho. Vamos fazer o tipo de desencarceramento usado em Portugal. Teremos em consideração os cuidados pré-hospitalares e as necessidades de organizar mecanismos de formação a nível do corpo de bombeiros de Macedo de Cavaleiros, permitindo a cada entidade que o organismo utilize formações próprias.”

No final, a simulação do acidente rodoviário culminou com a eficácia pretendida.

“Foram utilizados 10 veículos com 38 operacionais. Era um acidente de viação, com atropelamento, mais uma colisão de três veículos e no fim desse incidente um dos carros entrava em curto-circuito e tornava-se num incêndio com seis vítimas. Correu muito bem, faço um balanço muito positivo e dou os parabéns aos bombeiros.”

O exercício que durou cerca de uma hora envolveu uma dezena de viaturas e 38 operacionais dos Bombeiros Voluntários de Macedo de Cavaleiros e ainda um médico e um enfermeiro do INEM, apoiados pela VMER – Viatura Médica de Emergência e Reanimação.

FONTE: OndaLivre

 

 

About author

Sérgio Cipriano

Sérgio Cipriano

Natural de Gouveia e licenciado em Comunicação Multimédia pelo Instituto Politécnico da Guarda. Ingressou nos bombeiros com apenas 13 anos de idade e hoje ocupa o cargo de sub-chefe. É um dos fundadores da Associação Amigos BombeirosDistritoGuarda.com e diretor de informação do portal www.bombeiros.pt, orgão reconhecido pela Entidade Reguladora para a Comunicação Social.