Setúbal. Incêndio em fábrica de adubos fere quatro bombeiros e fecha escolas

0

Bombeiros combatem o incêndio num armazém de enxofre da Sapec em Mitrena, no concelho de Setúbal, 14 de fevereiro de 2017. RUI MINDERICO/LUSA

Fumo tóxico leva Protecção Civil Municipal a apelar à população das localidades de Praias-do-Sado e Faralhão para não saírem de casa e para calafetar portas e janelas.

Quatro bombeiros ficaram feridos, com queimaduras ligeiras, no combate ao incêndio que se mantém activo num armazém com enxofre nas instalações da fábrica Sapec, em Mitrena, no concelho de Setúbal. O fogo começou às 3h00.

As vítimas foram transportadas para uma unidade hospitalar, confirmou à Renascença o major Paulo Lamego, dos Bombeiros Sapadores.

Fonte do Centro Distrital de Operações de Socorro (CDOS) de Setúbal diz que a prioridade é a “protecção da própria fábrica” que se encontra num “espaço confinado” sem que exista perigo de propagar-se a outros edifícios.

Às 7h40, o incêndio no armazém de enxofre, um produto abrasivo e tóxico, ainda se mantinha activo.

Apelo das autoridades à população

A Protecção Civil Municipal apelou à população das localidades de Praias-do-Sado e Faralhão para não saírem de casa e para calafetar portas e janelas até que desapareça a nuvem de fumo provocada pelo incêndio.

“Estamos a apelar às pessoas para não saírem de casa até por volta do 12h00 devido à nuvem de fumo. As creches e as escolas daquela zona, incluindo o instituto Politécnico de Setúbal não vão abrir portas por precaução. Já avisamos todos estes estabelecimentos de ensino”, disse à agência lusa o coordenador da protecção civil municipal José Luís Bucho, que aconselhou ainda a população a calafetar portas e janelas “com toalhas molhadas”.

“As pessoas que sentirem alguma irritação nos olhos ou na garganta que possa ter sido provocada pela nuvem de fumo devem contactar o 112 que já está a par da situação”.

No local mantinham-se 45 elementos de várias corporações de bombeiros, apoiados por 17 veículos, além de 30 elementos e 10 máquinas da fábrica que produz adubos agroquímicos.

Participam nestas operações elementos dos bombeiros dos Sapadores de Setúbal, dos voluntários de Setúbal com a ajuda de meios dos bombeiros de Águas de Moura, Pinhal Novo, Palmela, Barreiro e Setúbal.

RR

 




Sobre quem enviou a noticia

Sérgio Cipriano

Sérgio Cipriano

Natural de Gouveia e licenciado em Comunicação Multimédia pelo Instituto Politécnico da Guarda. Ingressou nos bombeiros com apenas 13 anos de idade e hoje ocupa o cargo de sub-chefe. É um dos fundadores da Associação Amigos BombeirosDistritoGuarda.com e diretor de informação do portal www.bombeiros.pt, orgão reconhecido pela Entidade Reguladora para a Comunicação Social.