Sete bombeiros feridos no Sabugal

1
(Foto Ilustrativa: José Coelho/Lusa)

(Foto Ilustrativa: José Coelho/Lusa)

Os sete bombeiros voluntários que sofreram hoje queimaduras num incêndio industrial numa unidade de laticínios no concelho do Sabugal, distrito da Guarda, foram assistidos no hospital da Guarda e já tiveram alta hospitalar.

“Pelas 18:00 tiveram alta [do Hospital Sousa Martins, na Guarda] e estão a fazer tratamento domiciliário”, disse à agência Lusa Gil Barreiros, vice-presidente do Conselho Executivo da Liga dos Bombeiros Portugueses (LBP).
O dirigente da LBP indicou que os bombeiros “sofreram queimaduras de 1.º e 2.º grau nas mãos e na face” e que “alguns” dos sete feridos deram entrada no hospital da Guarda “com alguma dificuldade respiratória”.
Após terem recebido assistência hospitalar “tiveram alta” e regressaram aos seus domicílios, onde vão fazer a recuperação, disse.
O incêndio deflagrou cerca das 13:25 e confinou-se a um gabinete de produtos tóxicos dentro do armazém da empresa Lactibar, situada em Rendo, segundo fonte do Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) da Guarda.
No combate às chamas, sete bombeiros das corporações de Soito e Sabugal sofreram queimaduras, provocadas por ácido hipoclorídrico a 13% e sulfato de alumínio, adiantou ainda a fonte do CDOS.

(Fonte: Terras da Beira)




Sobre quem enviou a noticia

Daniel Rocha

Daniel Rocha

Nasceu na Guarda. Para além da vida de professor, dedica-se a muitas outras actividades. A sua ligação e gosto pelo mundo da imprensa levaram-no a ser colaborador da Rádio Altitude (Guarda) e do jornal Notícias de Gouveia (Gouveia).