Serra do Caramulo “Erro básico” matou bombeiros

2
rui moreira silva

Rui Silva – Presidente APBV

O presidente da Associação portuguesa de Bombeiros Voluntários, Rui Moreira, afirma que os dois jovens que morreram no combate às chamas na Serra do Caramulo, foram vítimas de “um erro básico, óbvio e impensável de posicionamento”. Segundo Rui Moreira, “nem um atleta conseguiria fugir, num terreno com um declive de 60%”.

Numa semana em que o número de bombeiros mortos no combate às chamas subiu, em declarações ao semanário Expresso, o presidente da Associação portuguesa de Bombeiros Voluntários, Rui Moreira, diz, referindo-se em particular ao incêndio que deflagrou na passada semana Serra do Caramulo e que só esta madrugada foi dado com extinto, que as mortes que aí ocorreram se deveram a um “erro básico”.

“Tratou-se de um erro básico, óbvio e impensável de posicionamento”, acrescenta Rui Moreira, sublinhando que “aqueles homens nunca deviam ter estado ali, num terreno como aquele, com um declive de 60%, nem um atleta conseguiria fugir”.

Recorde-se que neste incêndio, na Serra do Caramulo (Viseu), morreram três jovens bombeiros: Ana Rita Pereira, 24 anos, da Corporação de Alcabideche, Bernardo Figueiredo, 23 anos, da Corporação do Estoril, e Cátia Dias, 21 anos da Corporação de Carregal do Sal.

No semanário expresso, o professor da Universidade de Coimbra e especialista em comportamento de fogo, Xavier Viegas, explica que num terreno tão inclinado, “o fogo progride a uma velocidade de 10 a 15 km/hora”, sendo que, refere, “a velocidade nessas situações não depende das condições do vento, mas apenas das características do próprio fogo”.

Fonte: Noticias ao minuto

 




Sobre quem enviou a noticia

Sérgio Cipriano

Sérgio Cipriano

Natural de Gouveia e licenciado em Comunicação Multimédia pelo Instituto Politécnico da Guarda. Ingressou nos bombeiros com apenas 13 anos de idade e hoje ocupa o cargo de sub-chefe. É um dos fundadores da Associação Amigos BombeirosDistritoGuarda.com e diretor de informação do portal www.bombeiros.pt, orgão reconhecido pela Entidade Reguladora para a Comunicação Social.