Sapadores Bombeiros de Lisboa em greve entre 23 e 26 de Dezembro

0
bombeiros rossio sapadores lisboa Em causa está ainda “a falta de regulamento interno”, a “demora na revisão da regulamentação da carreira”, assim como a falta de progressão dentro do dispositivo
O Regimento de Sapadores Bombeiros (RSB) de Lisboa divulgou hoje que vai estar em greve entre as 20:00 do dia 23 e as 08:00 de 26 de Dezembro, contra a falta de condições laborais e de efectivos.

De acordo com o comunicado, os bombeiros do RSB “estão descontentes com a actual situação do maior corpo de bombeiros profissionais do país e com a indefinição do futuro próximo”.

Em declarações à agência Lusa, o presidente do Sindicato Nacional de Bombeiros Profissionais (SNBP), Sérgio Carvalho, afirmou que a greve é o “último recurso”, acrescentando, contudo, que “vão estar assegurados serviços mínimos para garantir o socorro à população, em situações de emergência”.

Ainda assim, “tudo o que não seja serviços de socorro não será garantido”, como é o caso dos serviços administrativos e de prevenção, explicou.

No caso do aeroporto de Lisboa, os serviços mínimos serão “apenas os voos militares, os voos médicos e as aeronaves que venham com [passageiros com] problemas médicos ou que solicitem alguma emergência”, disse Sérgio Carvalho.

Segundo o comunicado do RSB, a ação visa protestar também contra a “falta de aquisição e manutenção adequada” dos equipamentos de proteção individual (EPI) e de viaturas, a “falta de condições de segurança, salubridade e habitabilidade dos quartéis” e a “falta de título de transporte”.

Em causa está ainda “a falta de regulamento interno”, a “demora na revisão da regulamentação da carreira”, assim como a falta de progressão dentro do dispositivo.

A situação do RSB no aeroporto de Lisboa, cujo contrato entre a Câmara de Lisboa e a ANA – Aeroportos de Portugal cessa no final do ano, é outra das razões, já que, de acordo com o comunicado do RSB, existe uma “falta de explicação condigna sobre a saída” destes elementos do local.

O destacamento, que presta serviço no aeroporto da capital há mais de duas décadas, vai ser substituído a partir de janeiro de 2015 por uma empresa privada que venceu um concurso público, válido para os próximos oito anos.

Na terça-feira de manhã, o vice-presidente da Câmara de Lisboa, Fernando Medina, esteve reunido com elementos do RSB e com a Associação Nacional de Bombeiros Profissionais e o SNBP.

(Fonte: Ionline)

 




Sobre quem enviou a noticia

Ana Romaneiro

Ana Romaneiro

Nasceu em Évora onde cresceu e estudou. Desde muito cedo que partilha o gosto pela informática, que, a levou a tirar um curso profissional técnico de Gestão de Sistemas Informáticos, profissão que exerce na atualidade. A sua ligação aos bombeiros surge aos 13 anos ao entrar na fanfarra dos Bombeiros de Évora, onde permaneceu até 2013. Na atualidade integra a corporação os Bombeiros de Reguengos de Monsaraz, no posto de bombeira de 2º.