Risco máximo de incêndio em concelhos da Guarda, Santarém e Castelo Branco

0

risco de incêndio dia 26A região do centro, sobretudo nos distritos da Guarda, Santarém e Castelo Branco, é a que apresenta, esta terça-feira, um risco mais elevado de incêndio. Os índices de radiação ultravioleta estão muitos altos em 14 regiões do país.

Segundo o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA), oito concelhos apresentam risco máximo de incêndio, o nível mais grave numa escala de cinco, que varia entre reduzido e máximo.

Os concelhos em causa são Sabugal, Guarda, Celorico da Beira, Fornos de Algodres e Trancoso, no distrito da Guarda, além de Mação e Sardoal, em Santarém, e Vila do Rei, em Castelo Branco.

O IPMA adianta ainda que o risco de incêndio é muito elevado em quase todo interior do centro do país e do Algarve, enquanto o Alentejo apresenta risco elevado.

O cálculo de risco de incêndio é feito com base nos valores observados às 13.00 horas de cada dia relativamente à temperatura do ar, humidade relativa, velocidade do vento e quantidade de precipitação nas últimas 24 horas.

Na segunda-feira, a Autoridade Nacional da Proteção Civil (ANPC) registou 87 incêndios, que foram combatidos por 3471 bombeiros, com o apoio de 943 veículos.

O IPMA informa também que os índices de radiação ultravioleta estão muitos altos em 14 regiões do país, definindo que as mais arriscadas são Beja, Castelo Branco, Évora, Faro, Lisboa, Portalegre, Sagres, Santarém, Setúbal, Sines, e, nas ilhas, Funchal, Porto Santo, Angra do Heroísmo e Ponta Delgada.

Para este índice de radiação UV, o IPMA recomenda a utilização de óculos de Sol com filtro UV, chapéu, t-shirt, guarda-sol, protetor solar e que se evite a exposição das crianças ao Sol.

O Instituto prevê céu nublado e chuva fraca acompanhada de vento fraco a moderado e descida de temperatura nas regiões norte e centro e céu limpo e aumento da temperatura mínima no sul.

Para os Açores, as previsões apontam para céu muito nublado e aguaceiros em quase todas as ilhas, enquanto a Madeira também poderá contar com alguns aguaceiros, embora o céu deva estar pouco nublado.

(Fonte: JN)

 




Sobre quem enviou a noticia

Daniel Rocha

Daniel Rocha

Nasceu na Guarda, mas foi em Famalicão da Serra que cresceu e conheceu o mundo dos bombeiros integrando o corpo activo. É Licenciado em Línguas e Literaturas Modernas, variante de Estudos Portugueses, e possui um Curso de Especialização em Ensino de Português como Língua Estrangeira e Língua Segunda (PLELS), ambos na Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra (FLUC). Para além da vida de professor, dedica-se a muitas outras actividades, entre as quais o teatro e a escrita, tendo publicado com alguma regularidade desde 2011. A sua ligação e gosto pelo mundo da imprensa levaram-no a ser colaborador da Rádio Altitude (Guarda) e do jornal Notícias de Gouveia (Gouveia).