Reportagem Bombeiros.pt: Famalicão da Serra – dois dos quatro bombeiros feridos já voltaram a casa

0
(Imagem de Tiago Anjos)

(Imagem de Tiago Anjos)

Mais de dois meses depois do grave acidente que quase lhes roubou a vida, dois dos quatro bombeiros pertencentes à corporação de Famalicão da Serra regressaram a casa.

29 de Agosto

No dia 29 de Agosto, pelas 12h30, durante o combate ao incêndio que decorria em Chãs, Vila Nova de Foz Côa, quatro bombeiros de Famalicão da Serra ficaram gravemente feridos, tendo de imediato sido evacuados para o Hospital de Foz Côa. Daí, seguiu Albano Romano para os Hospitais da Universidade de Coimbra (HUC), Joaquim Ruano para o Hospital de Bragança, Filipe Esteves para o Hospital de Vila Real e Valter Ruano, considerado no momento como o que apresentava um estado mais grave, para o Hospital de São João, no Porto. Ao final do dia, Joaquim Ruano e Filipe Esteves foram também encaminhados para os HUC. Neste dia, Valter Ruano, Albano Romano e Joaquim Ruano foram avaliados com um prognóstico muito reservado, tendo Filipe Esteves tido um prognóstico favorável.

O tempo que passou

Desde esse dia, a corporação de Famalicão tem vivido em suspenso com as notícias que vão chegando dos Hospitais e que relatam a evolução dos seus homens, tendo a meio de Agosto receado o pior quando o estado de saúde de Valter Ruano foi anunciado como extremamente reservado. Pelo meio, a vinda de Filipe Esteves, de Albano Romano (que entretanto regressou ao internamento na Unidade de Queimados dos HUC) e de Joaquim Ruano para o Hospital da Guarda trouxe boas notícias e alento aos bombeiros de Famalicão e à população da aldeia. Já no final de Agosto chegou também a notícia da melhoria e saída de perigo de Valter Ruano.

Novembro

As notícias são animadoras, Filipe Esteves e Valter Ruano regressaram a Famalicão e encontram-se cheios de força e de determinação para conseguirem vencer as dores e as cicatrizes deste acidente, prosseguindo agora a ainda longa recuperação rodeados pela família e amigos. Joaquim Ruano encontra-se ainda hospitalizado numa unidade hospitalar da Guarda, mas está consciente das dificuldades que ainda terá pela sua frente e está determinado em vencê-las, estando a enfrentar agora um período de recuperação da mobilidade. Albano Romano é o único bombeiro de Famalicão que se mantém internado na Unidade de Queimados dos HUC, devido a complicações relacionadas com a cicatrização das queimaduras e com o seu historial clínico, estando, lentamente, a obter melhorias.

Recuperação

Todos os bombeiros estão conscientes do processo de recuperação demorado que terão ainda pela frente e encontram-se determinados em o enfrentar. Para já, e depois da chegada a casa, mais de dois meses depois, de dois dos seus homens, os Bombeiros Voluntários de Famalicão da Serra querem que os dois elementos que ainda se mantêm nos hospitais regressem bem a casa, estando determinados em, como fazem com a população, ajudar os quatro companheiros e amigos a regressarem à vida normal do quartel.

 




Sobre quem enviou a noticia

Daniel Rocha

Daniel Rocha

Nasceu na Guarda, mas foi em Famalicão da Serra que cresceu e conheceu o mundo dos bombeiros integrando o corpo activo. É Licenciado em Línguas e Literaturas Modernas, variante de Estudos Portugueses, e possui um Curso de Especialização em Ensino de Português como Língua Estrangeira e Língua Segunda (PLELS), ambos na Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra (FLUC). Para além da vida de professor, dedica-se a muitas outras actividades, entre as quais o teatro e a escrita, tendo publicado com alguma regularidade desde 2011. A sua ligação e gosto pelo mundo da imprensa levaram-no a ser colaborador da Rádio Altitude (Guarda) e do jornal Notícias de Gouveia (Gouveia).