Pedrogão Grande: Jornal galego diz que Portugal recusou ajuda

0

Um contigente espanhol de 60 bombeiros com dois camiões cisternas estava pronto para ajudar mas terá sido travado na fronteira

“Foi uma sensação agridoce. Estavamos conscientes da situação que se estava a passar em Portugal, estavamos preparados para intervir e ajudar e por uma questão burocrática impediram-nos de ir lutar contra um problema grave que acabou com tantas vidas”, lamentou ao El Correo Gallego um dos 60 bombeiros espanhóis que, segundo o jornal, foram travados em Valença do Minho por falta de autorização do governo português.

De acordo com a notícia no site da publicação, o argumento das autoridades portuguesas foi a falta de capacidade para organizar tanta gente. “Estamos sobrecarregados e não podemos permitir que passe mais ajuda”, terá sido a resposta.

A comitiva espanhola foi reunida “em menos de dez horas” durante a noite de domingo para segunda e incluia dois camiões-cisterna com capacidade para 30 mil litros de água cada um.

“Foram minutos de tensão” na fronteira, escreve o jornal galego, que cita outro bombeiro: “Se não nos queriam na primeira linha, podíamos ajudar muito nos trabalhos do pós-incêndio”.

Fonte: visão.sapo.pt




Sobre quem enviou a noticia

Pedro Fonseca

Pedro Fonseca

É natural e residente em Gouveia, a sua vida profissional está ligada nestes últimos 18 anos à área de consultadoria em seguros. Em 2013 foi fundador da empresa LICATEL - Soluções em Telecomunicações onde é sócio/gerente. Desde tenra idade ingressou nas camadas jovens dos Bombeiros de Gouveia tendo permanecido alguns anos nos quadros, ultimamente passou pela Direcção da referida Instituição dinamizando a área de comunicação e imagem. Frequentou a licenciatura em Gestão de Marketing no IPAM de Aveiro. Passou por diversas Associações de Gouveia dando o seu contributo.