PROTEÇÃO CIVIL | Os parceiros de todos os dias | FOTORREPORTAGEM

0

O Dia Internacional da Proteção Civil celebrou-se esta terça-feira. A Câmara Municipal do Porto quis assinalar a data e convocou os agentes de proteção civil locais para uma mostra na Avenida dos Aliados.

Quem passou pelos Aliados esta terça-feira pode ter ficado assustado com o número de ambulâncias, carros de bombeiros, equipamentos de socorro, tendas de campanha e cães polícia, que por lá estavam. Mas não havia motivo para alarme. A mobilização dos agentes de proteção civil fez parte das comemorações do Dia Internacional da Proteção Civil, promovido pela Câmara Municipal do Porto.

Envolver os portuenses e sensibilizá-los para estas instituições foi o mote da “Montra de Agentes de Proteção Civil”, que incluiu 18 “stands” de organismos como a PSP, a GNR, o Exército, a Proteção Civil, a Polícia Municipal, a Cruz Vermelha, o INEM, e os três corpos de bombeiros do Porto, entre outros.

“A proteção civil é um serviço municipal que conjuga todos os agentes de proteção civil que podem acorrer a uma determinada situação”, explicou o diretor do Departamento da Proteção Civil da Câmara Municipal. Sempre que for necessário assistir a população, como foi “no caso das cheias de janeiro e fevereiro ou em incêndios urbanos”, o organismo “tem o papel de coordenar todos os agentes que vão desde a PSP, aos bombeiros, ao INEM, à GNR”, esclareceu João Sendim.

“Quisemos trazer todos esses parceiros à Avenida dos Aliados” para que pudessem “interagir com a população em geral”, permitindo assim aos portuenses conhecer melhor as dinâmicas dos seus procedimentos, referiu João Sendim, em declarações ao JPN.

Também os funcionários do Gabinete do Munícipe estiveram envolvidos nas atividades do dia, quando foram evacuados do edifício, num exercício de simulação de incêndio. O simulacro mobilizou as forças de intervenção presentes para o combate ao fogo e para o salvamento e assistência dos feridos.

As crianças e a prevenção rodoviária

Os mais pequenos não ficaram de fora do Dia Internacional da Proteção Civil. Mais de 300 crianças da rede escolar municipal puderam participar numa “escolinha de trânsito”, que foi montada pelo Pelouro da Mobilidade.

“Dentro da área da prevenção rodoviária, quisemos  sensibilizar o público infanto-juvenil”, salientou o diretor do Departamento da Proteção Civil da Câmara do Porto. A PSP, com o departamento Escola Segura, foi a responsável pela sensibilização para a problemática da segurança nas estradas.

Nas comemorações do Dia Internacional da Proteção Civil estiveram envolvidos cerca de 200 elementos afetos à instituição, que inclui também a Domus Social, as Águas do Porto e o serviço do ambiente. Também a Faculdade de Medicina da Universidade do Porto (FMUP) esteve presente, com a realização de rastreios ligados à área da saúde e bem-estar.

O serviço de Proteção Civil faz parte do Centro de Gestão Integrada da Câmara, que opera desde junho do ano passado. O Centro inclui ainda serviços ligados à Mobilidade, à Polícia Municipal, aos Bombeiros e ao Ambiente.

Fonte: http://jpn.up.pt

Sobre o autor

Pedro Fonseca

Pedro Fonseca

É natural e residente em Gouveia, a sua vida profissional está ligada nestes últimos 17 anos à área de consultadoria em seguros. Em 2013 foi fundador da empresa LICATEL - Soluções em Telecomunicações onde é sócio/gerente. Desde tenra idade ingressou nas camadas jovens dos Bombeiros de Gouveia tendo permanecido alguns anos nos quadros, ultimamente passou pela Direcção da referida Instituição dinamizando a área de comunicação e imagem. Frequentou a licenciatura em Gestão de Marketing no IPAM de Aveiro. Passou por diversas Associações de Gouveia dando o seu contributo.