Proteção Civil emite aviso à população devido a temperaturas abaixo do normal

0

serra da estrela neveCom Portugal Continental sob aviso amarelo por causa do frio estão já a ser articulados todos os mecanismos de apoio aos sem abrigo.

A Autoridade Nacional de Proteção Civil (ANPC) emitiu esta segunda-feira um aviso à população devido à previsão de tempo frio até quinta-feira, com «temperaturas abaixo do normal para a época» na maioria dos distritos do país.

Em comunicado, a ANPC alerta a população para as medidas preventivas a adotar, tendo em conta que o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) prevê, pelo menos até quinta-feira, a «persistência de tempo frio, com temperaturas mínimas abaixo do normal para a época na generalidade dos distritos».

A Proteção Civil indica também que, hoje e terça-feira, em particular nas terras altas, «os índices de desconforto térmico serão mais acentuados pela ocorrência de vento moderado a forte com rajadas que podem atingir 80 quilómetros por hora».

Face às previsões meteorológicas, a ANPC alerta para a possibilidade de piso escorregadio devido à formação de geada, em especial nas regiões do interior, intoxicações por inalação de gases e incêndios em habitações.

A Proteção Civil diz também que é necessário ter «especial atenção aos grupos populacionais mais vulneráveis, crianças, idosos e pessoas portadoras de patologias crónicas e população sem-abrigo».

Contactada pela TSF, a Santa Casa da Misericórdia de Lisboa adianta que, ainda esta tarde, divulgará medidas de proteção aos sem abrigo.

Na cidade do Porto, a câmara vai, nestas noites de muito frio, por em funcionamento o serviço a que já recorreu noutras situações idênticas. Assim, a Proteção Civil municipal vai colocar várias carrinhas a circular pela cidade, recolhendo os sem-abrigo que desejem seguir para locais de maior conforto. Serão depois acolhidos na Casa Amarela, da Santa Casa da Misericórdia, ou, em alternativa, podem pernoitar em algumas estações do Metro do Porto.

Nestas noites de temperaturas mais agrestes, a autarquia solicita também aos hospitais da cidade que autorizem a pernoita aos sem abrigo que lá se dirijam, uma possibilidade que, por regra, lhes está vedada.

A Autoridade Nacional de Proteção Civil recomenda ainda especial atenção aos aquecimentos com combustão, como braseiras e lareiras, uma adequada ventilação das habitações e a não utilização de dispositivos de aquecimento durante o sono.

A ANPC destaca também as recomendações da Direção-Geral da Saúde, nomeadamente que se evite a exposição prolongada ao frio e às mudanças bruscas de temperatura, o uso de várias camadas de roupa, a ingestão de sopas e bebidas quentes, evitando o álcool, que proporciona uma falsa sensação de calor.

Quanto às temperaturas, as máximas esperadas rondam os 13 graus celsius em Faro, Leiria e Braga, 12 no Porto e Viana do Castelo, Sines, Beja, Castelo Branco, Coimbra com 11, 10 em Lisboa e Évora, 7 em Viseu, 6 em Bragança, 5 em Vila Real e 3 na Guarda, a cidade mais fria de Portugal.

Nos Açores, as máximas vão chegar aos 18 em Angra do Heroísmo e Ponta Delgada enquanto a Horta deverá chegar aos 16 e Santa Cruz das Flores aos 15.

Na Madeira, o céu estará geralmente muito nublado, com as máximas a chegar aos 19 no Funchal.

 




Sobre quem enviou a noticia

Sérgio Cipriano

Sérgio Cipriano

Natural de Gouveia e licenciado em Comunicação Multimédia pelo Instituto Politécnico da Guarda. Ingressou nos bombeiros com apenas 13 anos de idade e hoje ocupa o cargo de sub-chefe. É um dos fundadores da Associação Amigos BombeirosDistritoGuarda.com e diretor de informação do portal www.bombeiros.pt, orgão reconhecido pela Entidade Reguladora para a Comunicação Social.