Proteção Civil: Diploma para extinção da EMA está em circulação

0

Foto_0273A Empresa de Meios Aéreos já tem um diploma de extinção em processo legislativo. Miguel Macedo garantiu no Parlamento que a Autoridade Nacional da Protecção Civil vai ter reforço de verbas. E na semana de 19 de Novembro vai ser apresentado a avaliação dos dispositivos de combate ao incêndio deste ano.

A Empresa de Meios Aéreos (EMA) vai finalmente ser extinta, anunciou esta sexta-feira, 8 de Novembro, o ministro da Administração Interna, Miguel Macedo, ouvido no Parlamento no âmbito do Orçamento do Estado para 2014.

“O diploma para a sua extinção está em circulação e vai ser aprovado”, assumiu Miguel Macedo, explicando que a sua extinção esteve dependente do concurso público internacional para os meios aéreos.

Foi criada na Autoridade Nacional de Protecção Civil (ANPC) uma divisão dos meios aéreos, para essas competências.

Miguel Macedo garantiu que a ANPC vai ter um reforço de verbas, em 2014, de um milhão de euros.

O ministro da Administração Interna adiantou, ainda, que na semana de 19 de Novembro, se não for nesse dia, vai ser a sessão pública de avaliação dos três pilares envolvidos no dispositivo do combate aos incêndios deste ano. O Governo aguarda o relatório de avaliação que está a ser feito por um perito nacional e outro internacional, que vai ser entregue a 15 de Novembro.

(Fonte: Revista Sábado)




Sobre quem enviou a noticia

Daniel Rocha

Daniel Rocha

Nasceu na Guarda, mas foi em Famalicão da Serra que cresceu e conheceu o mundo dos bombeiros integrando o corpo activo. É Licenciado em Línguas e Literaturas Modernas, variante de Estudos Portugueses, e possui um Curso de Especialização em Ensino de Português como Língua Estrangeira e Língua Segunda (PLELS), ambos na Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra (FLUC). Para além da vida de professor, dedica-se a muitas outras actividades, entre as quais o teatro e a escrita, tendo publicado com alguma regularidade desde 2011. A sua ligação e gosto pelo mundo da imprensa levaram-no a ser colaborador da Rádio Altitude (Guarda) e do jornal Notícias de Gouveia (Gouveia).