Primeiros 31 dias da “época” com mais 10% de incêndios

0

Incêndio FlorestalSegunda quinzena de maio com mais 44,6% de ocorrências do que em 2013 e junho também supera. Severidade dos fogos agravou-se nos últimos oito dias, com o emprego de mais combatentes.

Os primeiros 31 dias da “época de incêndios” registaram um número de ocorrências superior ao do ano passado, estando a agravar-se nos últimos oito dias, com maior emprego de operacionais.

Analisando-se os dados diários de ocorrências de incêndios florestais divulgados pela Autoridade Nacional de Proteção Civil (ANPC), verifica-se que, até anteontem e desde 15 de maio (30 dias), foram registadas 945 ignições, mais 98 (11,6%) do que em 2013 (847). Ontem, 31.o dia, às 21 horas, o acumulado já superava em 95 fogos (+10,6%) os 900 neste dia do ano passado.

A análise comparada feita pelo JN evidencia um agravamento das ocorrências na segunda quinzena de maio – a primeira de vigência do Dispositivo Especial de Combate aos Incêndios Florestais (DECIF) -, com um número de ignições superior em 179 (44,6%): 580 este ano, contra 401 em 2013.

(Fonte: JN)

 

 




Sobre quem enviou a noticia

Daniel Rocha

Daniel Rocha

Nasceu na Guarda, mas foi em Famalicão da Serra que cresceu e conheceu o mundo dos bombeiros integrando o corpo activo. É Licenciado em Línguas e Literaturas Modernas, variante de Estudos Portugueses, e possui um Curso de Especialização em Ensino de Português como Língua Estrangeira e Língua Segunda (PLELS), ambos na Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra (FLUC). Para além da vida de professor, dedica-se a muitas outras actividades, entre as quais o teatro e a escrita, tendo publicado com alguma regularidade desde 2011. A sua ligação e gosto pelo mundo da imprensa levaram-no a ser colaborador da Rádio Altitude (Guarda) e do jornal Notícias de Gouveia (Gouveia).