Plano Especial de Emergência no seu nível de Alerta Azul

0

Inundações em LisboaA Comissão Distrital de Proteção Civil de Santarém terminou cerca das 21h30 deste sábado, 8 de fevereiro, uma reunião de emergência onde foi decidido acionar o Plano Especial de Emergência no seu nível de Alerta Azul, o mais baixo de uma escala de quatro.

A reunião foi convocada depois dos valores previstos atingirem o limite para ativação do Plano Especial de Emergência para Cheias na Bacia do Tejo. Em consequência da precipitação ocorrida durante os últimos dias, concentrada na bacia do Tejo, os caudais deste rio e dos seus afluentes têm vindo a aumentar, o mesmo acontecendo com o caudal do rio Sorraia, apesar de, neste último caso, se verificar, neste momento, uma diminuição nas barragens que o alimentam (Maranhão e Montargil).

Segundo a Proteção Civil, neste momento os seguintes locais/estradas estão afetados pela situação hidrológica relatada:

 Submersão do parque de estacionamento de Constância (rio Zêzere);

 Submersão da Estrada de Meias (Coruche)

 Submersão da Estrada da Amieira (EM1427) (Coruche)

 Submersão da Estrada do Rebolo (Municipal H) (Coruche)

 Submersão da Estrada Municipal 1456 – Estrada Campo (Benavente)

 Submersão da Estrada Municipal nº 1 – Estrada dos Lázaros – Ponte da Broa (Golegã)

 Submersão da Estrada Municipal nº 30 – (Golegã)

 Submersão da Estrada Municipal Setil » Vale da Pedra (Cartaxo)

 Estrada de Campo – Paúl do Boquilobo (Torres Novas)

 Submersão Ponte dos Alcaides – Almajões (Santarém)

 Submersão da E.M. A2 – Benfica do Ribatejo (Almeirim)

De acordo com os caudais observados, pode verificar-se possível submersão durante a madrugada do dia 9 de Fevereiro da EN365 na ponte do Alviela e a jusante do Pombalinho.

Neste sentido, a proteção civil aconselha a população a retirar das zonas confinantes das linhas de água, normalmente inundáveis, equipamentos agrícolas, industriais, viaturas e outros bens, retirar os animais para locais seguros, não atravessar, com viaturas ou a pé, estradas ou zonas alagadas, e a manter-se Informada através dos Órgãos de Comunicação Social ou dos Agentes de Proteção Civil, desenvolvendo as ações necessárias para a sua proteção, da família e bens.

FONTE: Rede Regional

 

 

About author

Sérgio Cipriano

Sérgio Cipriano

Natural de Gouveia e licenciado em Comunicação Multimédia pelo Instituto Politécnico da Guarda. Ingressou nos bombeiros com apenas 13 anos de idade e hoje ocupa o cargo de sub-chefe. É um dos fundadores da Associação Amigos BombeirosDistritoGuarda.com e diretor de informação do portal www.bombeiros.pt, orgão reconhecido pela Entidade Reguladora para a Comunicação Social.