PJ anuncia detenção de mais três suspeitos do crime de fogo florestal

0

incendioA PJ anunciou nesta quarta-feira que deteve mais três homens suspeitos de terem ateado nos últimos dias vários fogos florestais nos concelhos de Mangualde, Vila Real e Ourém. Sobe assim para 47 o número de presumíveis incendiários detidos este ano.

Em colaboração com a GNR, a PJ do Centro identificou e deteve um homem de 56 anos, casado, servente de pedreiro, suspeito de ter ateado quatro incêndios florestais em Mangualde, distrito de Viseu. Dois ocorreram no feriado de 15 de Agosto e os outros dois no dia seguinte, na freguesia de São João da Fresta.

O suspeito, segundo a PJ, terá agido num quadro de conflito familiar e de impulsividade. Com um isqueiro ateou os quatro focos de incêndio em zonas de mato, giestas e carvalhos, próximas de habitações de uma densa mancha florestal. No total, arderam 1230 metros quadrados.

Em Vila Real, a polícia deteve um homem de 50 anos, sem profissão, suspeito de ter ateado um incêndio nesta segunda-feira no Lugar da Meada, em S. Tomé do Castelo. Também ele usou um isqueiro. Ardeu mato e as chamas ameaçaram uma mancha florestal, bem como habitações, que “só não foram consumidas devido à rápida intervenção da população residente naquela localidade”, escreve a PJ em comunicado.

O terceiro detido tem 36 anos, é solteiro e trabalha como pedreiro. Na terça-feira às 17h10, o homem terá ateado um foco de incêndio numa zona de mato e floresta na localidade de Cumeada, em Freixianda, concelho de Ourém (Santarém). Agiu, segundo a PJ, “por impulso” e num quadro de alcoolismo.

Com recurso a um isqueiro, terá provocado um fogo numa zona povoada por pinheiros e eucaliptos. As chamas consumiram cerca de três hectares e só não atingiram maiores proporções devido à intervenção dos moradores e dos bombeiros.

Os três suspeitos vão agora ser presentes a tribunal para aplicação de eventuais medidas de coacção.

Desde o início do ano foram detidas 47 pessoas pela PJ – mas a GNR também tem feito detenções. No ano passado, a 28 de Agosto tinham sido detidos pela Judiciária 39 suspeitos e em 2011 à mesma data tinham sido detidas 21 pessoas, segundo Rui Almeida, da PJ de Coimbra.

FONTE: Publico

 




Sobre quem enviou a noticia

Sérgio Cipriano

Sérgio Cipriano

Natural de Gouveia e licenciado em Comunicação Multimédia pelo Instituto Politécnico da Guarda. Ingressou nos bombeiros com apenas 13 anos de idade e hoje ocupa o cargo de sub-chefe. É um dos fundadores da Associação Amigos BombeirosDistritoGuarda.com e diretor de informação do portal www.bombeiros.pt, orgão reconhecido pela Entidade Reguladora para a Comunicação Social.