Pinhal Novo: dois mortos e seis feridos (actualizada)

0

243238O indivíduo estrangeiro, barricado durante mais de sete horas num restaurante no Pinhal Novo, matou um militar da GNR, feriu seis pessoas e acabou por ser morto numa operação tático-policial cerca das 5.00, segundo revelou fonte policial.

O sequestrador entrou ontem à noite no restaurante «O Refúgio», consumiu e depois exigiu dinheiro tentado fazer reféns.

Perante o comportamento estranho do indivíduo, os clientes chamaram a GNR ao local. Perante a entrada de um militar, o sequestrador abriu fogo, ainda dentro do restaurante.

Instantes depois, numa altura em que as pessoas estavam a sair do estabelecimento, ocorreu uma explosão, que provocou três feridos, um casal e outro elemento da GNR. Ao todo ficaram feridos quatro agentes e dois civis.

Durante toda a noite a GNR esteve a negociar com o homem barricado a libertação do militar da GNR baleado, que se encontrava dentro do estabelecimento, não se sabendo se estaria vivo ou morto.

O militar da GNR foi baleado cerca das 22 horas e acabou por morrer a par do sequestrador. Foi morto ainda um cão das brigadas cinotécnicas e ferido outro.

 (actualização da notícia anterior)

(Fonte: A Bola)

About author

Daniel Rocha

Daniel Rocha

Nasceu na Guarda, mas foi em Famalicão da Serra que cresceu e conheceu o mundo dos bombeiros integrando o corpo activo. É Licenciado em Línguas e Literaturas Modernas, variante de Estudos Portugueses, e possui um Curso de Especialização em Ensino de Português como Língua Estrangeira e Língua Segunda (PLELS), ambos na Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra (FLUC). Para além da vida de professor, dedica-se a muitas outras actividades, entre as quais o teatro e a escrita, tendo publicado com alguma regularidade desde 2011. A sua ligação e gosto pelo mundo da imprensa levaram-no a ser colaborador da Rádio Altitude (Guarda) e do jornal Notícias de Gouveia (Gouveia).