Pescador retirado de embarcação ao largo de Viana com ferimento grave

0

Um pescador de Vila do Conde foi retirado, na madrugada desta terça-feira, da embarcação em que seguia, ao largo de Viana do Castelo, após ter sofrido um ferimento grave.

Embarcação Bombeiros Viana do Castelo VirouO comandante da Capitania do Porto de Viana do Castelo, capitão Gonçalves da Silva, explicou que o alerta foi dado cerca das 3.20 horas, a cerca de cinco milhas a sudoeste de Viana do Castelo, quando a embarcação se encontrava na faina.

A operação de retirada médica do pescador de 31 anos foi coordenada pelo Centro de Coordenação de Busca e Salvamento Marítimo (MRCC) de Lisboa, em articulação com a capitania local e o INEM – Centro de Orientação de Doentes Urgentes (CODU) Mar, lê-se em comunicado divulgado no portal da Marinha.

O pescador de Vila do Conde “sofreu um corte severo que dilacerou um dedo da mão direita quando lançava as artes ao mar” lê-se ainda no texto.

O pedido de auxílio ao MRCC foi lançado, via rádio, pelo mestre do barco “Henrique Cambola”, matriculado em Vila do Conde.

A embarcação salva-vidas “Atento”, da capitania de Viana do Castelo, com aconselhamento médico do INEM-CODU Mar, procedeu ao resgate do pescador cerca das 3.55 horas.

Após assistência no cais do Instituto de Socorros a Náufragos (ISN), em Viana do Castelo, o homem foi transportado ao hospital da cidade, em “condição estável”.

Fonte: jn.pt

About author

Ângelo Santos

Ângelo Santos

E natural do Porto e criado em Gondomar, assume-se como um “tripeiro de gema” pela forte influência e proximidade à cidade do Porto. Nasceu praticamente no seio dos bombeiros derivado à presença de familiares nas fileiras, onde de perto acompanhou a sua evolução e ganhou gosto pela causa. Integra na atualidade o corpo de bombeiros de Valbom no Concelho de Gondomar, onde exerce funções de bombeiro de 2º, com vínculo profissional de Operador de Comunicações. Fez ainda parte do projeto bombeirosdeportugal.com.