Penela: Equipamento usado, mas precioso

0

12345Os Bombeiros de Penela equipam os seus homens com Equipamento de Protecção Individual (EPI) de qualidade, a um custo, praticamente, nulo.

Provenientes de uma corporação de bombeiros da Suíça, 64 fatos em Nomex (material que protege do choque, contacto com chamas e calor) foram distribuídos a cada bombeiro de Penela. Este equipamento destina-se à protecção individual dos bombeiros no combate a incêndios urbanos ou industriais, no desenvolvimento de operações de desencarceramento (acidentes de viação),em sinistros relacionados com intempéries, entre outros.
Como se trata de equipamento imprescindível e muito dispendioso, do comando partiu a iniciativa de procurar soluções e na Europa encontrou-se a oportunidade. O Segundo Comandante de Penela, António Simões Lima, explica: “nestas condições e a um preço reduzido, ou mesmo gratuito, não há em Portugal o equipamento disponível, mas nestes países (referindo-se a países da Europa Central) os bombeiros fazem a rotatividade regular do equipamento”, e aqui, acrescenta, “pretendemos continuar a procura de patrocinadores-bombeiros Suíços, Belgas ou Franceses”, aproveitando, também, serem países onde se encontram Penelenses emigrados, ou outros Portugueses “amigos dos Bombeiros” e predispostos a colaborar na procura, negociação e diplomacia.

A iniciativa vem na sequência da recente aquisição, em Julho de 2013, de um novo Veículo Urbano de Combate a Incêndios (VUCI), um veículo que corporação, fundada em 1980, tinha como grande lacuna. A mesma fonte lembra que “antes, em incêndios urbanos de maior dimensão, os Bombeiros de Penela tiveram, por vezes, de ser apoiados por corporações vizinhas, agora, que temos o veículo apropriado, objectivamos equipar, até ao final do decorrente ano, todos os bombeiros com o correspondente EPI adequado”, que ficará completo com a futura encomenda de botas, cógulas e luvas específicas para este tipo de combate. “Penela, devido às suas características demográficas, tem uma baixa incidência de incêndios urbanos, assim, com o reforço de material novo e usado, vamos ficar perfeitamente equipados nesta matéria”, conclui António Simões Lima.
Como sabemos, estar devidamente equipado é parte fundamental da actividade dos Bombeiros, ainda mais numa altura em que Bombeiros e autoridades repensam a segurança em operações de socorro, como por exemplo em Incêndios. Neste sentido, “equipar os bombeiros com EPI tem sido uma das nossas maiores prioridades, desde o Plano de Actividades de 2010”, sublinha o Segundo Comandante e acrescenta que esta dispendiosa missão, de equipar bombeiros com material de qualidade, “terá de ser feita de forma gradual”.
Como tem vindo a ser hábito, o Comando entende que, quando a corporação “abraça” uma nova área de intervenção, deve, necessariamente, disponibilizar os veículos, o respectivo EPI e formação específica aos Bombeiros, como foram exemplos passados com a criação das equipas SGA (Salvamento em Grande Angulo) e BREC (Busca e Salvamento em Estruturas Colapsadas) e, mais recentemente, a actualização do EPI para Incêndios Florestais. Assim, também a chegada deste novo veículo exige a procura por equipamento e formação dos homens (a formação com o VUCI decorre à um ano, o equipamento está agora quase completo).

Contas feitas, casacos e calças em Nomex, provenientes da Suíça, equiparam individualmente 64 Bombeiros e, contando ainda que o transporte TIR foi também patrocinado, colmatou-se uma necessidade importante a baixo custo, proporcionando uma poupança calculada em cerca de 40 mil euros.
Comando, Direcção, Corpo Activo e Penelenses em geral, deixam um honroso agradecimento à boa vontade e perseverança de todos os que idealizaram e concretizaram este projecto, em especial à sócia da corporação de Penela Carla Cristina Janota, emigrante na Suíça, que foi intermediária audaz entre bombeiros Portugueses e Suíços e à transportadora TIR: Viagens e Transportes Aljuriça Lda, empresa sediada em Olho-Cadima-Cantanhede, que muito gentilmente garantiu o transporte desta desejada mercadoria.

FONTE – Gabinete de Comunicação e Imagem dos Bombeiros de Penela




Sobre quem enviou a noticia

Sérgio Cipriano

Sérgio Cipriano

Natural de Gouveia e licenciado em Comunicação Multimédia pelo Instituto Politécnico da Guarda. Ingressou nos bombeiros com apenas 13 anos de idade e hoje ocupa o cargo de sub-chefe. É um dos fundadores da Associação Amigos BombeirosDistritoGuarda.com e diretor de informação do portal www.bombeiros.pt, orgão reconhecido pela Entidade Reguladora para a Comunicação Social.