Operação “Natal Tranquilo” – Resultados

0

natal_seguro_gnr_2015

O Comando Territorial de Viseu, no decorrer dos quatro dias da Operação “Natal Tranquilo” e, comparativamente a igual período de 2014, registou:

· 41 acidentes (mais 8);
· 1 morto (no ano transacto não registou nenhum);
· 2 feridos graves (mais 1);
· 25 feridos leves (mais 13).
Relativamente às infrações associadas às causas de agravamento das lesões provocadas em caso de acidente rodoviário, foram registadas neste período:
· 134 por excesso de velocidade;
· 4 por condução sob a influência do álcool (2 detidos com taxa de álcool no sangue igual ou superior a 1,2 g/l);
· 4 pela incorreta ou não utilização do cinto de segurança;
· 3 por utilização indevida do telemóvel durante a condução.

A Guarda Nacional Republicana (GNR) intensificou, de 24 a 27 de dezembro, em todo o território nacional, o patrulhamento rodoviário para as vias de maior tráfego nesta altura do ano, resultante das deslocações de inúmeras pessoas dos locais de residência habitual para as regiões de origem para a celebração da quadra natalícia.
Durante os quatro dias e, comparativamente a igual período de 2014, registaram-se:
589 acidentes (menos 29);
Sete mortos (menos dois);
19 feridos graves (mais 6);
187 feridos leves (mais 21).
Relativamente às infrações associadas às causas de agravamento das lesões provocadas em caso de acidente rodoviário, foram registadas neste período:
2 359 por excesso de velocidade;
231 por condução sob a influência do álcool (91 detidos com taxa de álcool no sangue igual ou superior a 1,2 g/l);
122 pela incorreta ou não utilização do cinto de segurança;
91 por utilização indevida do telemóvel durante a condução.
Os militares empenhados nesta operação, tiveram como prioridade a prevenção da sinistralidade rodoviária, garantindo a fluidez do tráfego e apoio a todos os utentes das vias, no sentido de lhes proporcionar uma deslocação em segurança.

Fonte: Noticias de Viseu




Sobre quem enviou a noticia

Ana Romaneiro

Ana Romaneiro

Nasceu em Évora onde cresceu e estudou. Desde muito cedo que partilha o gosto pela informática, que, a levou a tirar um curso profissional técnico de Gestão de Sistemas Informáticos, profissão que exerce na atualidade. A sua ligação aos bombeiros surge aos 13 anos ao entrar na fanfarra dos Bombeiros de Évora, onde permaneceu até 2013. Na atualidade integra a corporação os Bombeiros de Reguengos de Monsaraz, no posto de bombeira de 2º.