Oito famílias afetadas por derrocada no Pico realojadas

0
Imagem Ilustrativa (Foto: Eduardo Costa/LUSA)

Imagem Ilustrativa (Foto: Eduardo Costa/LUSA)

As 31 pessoas que ficaram desalojadas hoje na ilha do Pico devido a uma derrocada vão ficar provisoriamente em casas de familiares e habitações arrendadas pelo Governo dos Açores, mantendo-se toda a zona afetada com acesso interditado.

O presidente da câmara de São Roque do Pico, concelho onde ocorreu a derrocada, disse à agência Lusa que nenhuma das famílias desalojadas terá, assim, de ficar no quartel dos bombeiros, local para onde foram inicialmente levadas.

Segundo Mark Anthony Silveira, aquelas 31 pessoas foram retiradas de oito moradias, havendo mais uma casa afetada, onde não estava ninguém, e que, ao contrário das outras, é uma residência de férias.

A zona permanece interditada, havendo «grande probabilidade» de essas nove casas não poderem voltar a ser habitadas, acrescentou.

Num comunicado, o Governo dos Açores acrescenta que as oito casas onde viviam as 31 pessoas desalojadas «foram evacuadas por questões de segurança» e que «a circulação automóvel e pedonal está interditada no arruamento municipal ao longo da zona afetada».

«O Governo Regional está a acompanhar a situação no local, assegurando todo o apoio necessário às famílias afetadas», assegura o executivo.

(Fonte: TSF)

 

 




Sobre quem enviou a noticia

Daniel Rocha

Daniel Rocha

Nasceu na Guarda, mas foi em Famalicão da Serra que cresceu e conheceu o mundo dos bombeiros integrando o corpo activo. É Licenciado em Línguas e Literaturas Modernas, variante de Estudos Portugueses, e possui um Curso de Especialização em Ensino de Português como Língua Estrangeira e Língua Segunda (PLELS), ambos na Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra (FLUC). Para além da vida de professor, dedica-se a muitas outras actividades, entre as quais o teatro e a escrita, tendo publicado com alguma regularidade desde 2011. A sua ligação e gosto pelo mundo da imprensa levaram-no a ser colaborador da Rádio Altitude (Guarda) e do jornal Notícias de Gouveia (Gouveia).