Número dois da GNR demite-se

0
anpcO general José Caldeira pediu esta quinta-feira para sair assim que soube da opção de Miguel Macedo

O governo foi à Proteção civil escolher o novo comandante geral da GNR, decisão que levou a que o número dois desta instituição pedisse demissão, divulga a Antena 1.

O presidente da Autoridade Nacional de Protecção Civil, general Manuel Mateus Couto, foi o seleccionado para substituir o general Newton Parreira, que tem de sair por já ter atingido o limite de idade estipulado para este cargo.

Recorde-se que Manuel Mateus Couto já tinha estado na GNR como responsável pelos Recursos Internos.

O general José Caldeira pediu esta quinta-feira para sair, assim que soube da opção de Miguel Macedo.

Desde a semana passada, altura que Newton Parreira já estava de saída, que se instaurou um mau estar entre o comando geral e o ministro da Administração Interna. Em causa esteve a participação portuguesa na missão das Nações Unidas para a República Centro Africana. Miguel Macedo desautorizou a GNR, dizendo que esta nunca iria para África. Esta instituição já tinha, contudo, enviado para lá militares e iniciado os treinos.

A escolha do governo abre um buraco na liderança da Autoridade Nacional de Proteção Civil, a um mês do arranque do período crítico dos incêndios florestais.

Segundo apurou a a Antena 1, o seu substituto deverá ser um civil.

FONTE: Jornal I

About author

Sérgio Cipriano

Sérgio Cipriano

Natural de Gouveia e licenciado em Comunicação Multimédia pelo Instituto Politécnico da Guarda. Ingressou nos bombeiros com apenas 13 anos de idade e hoje ocupa o cargo de sub-chefe. É um dos fundadores da Associação Amigos BombeirosDistritoGuarda.com e diretor de informação do portal www.bombeiros.pt, orgão reconhecido pela Entidade Reguladora para a Comunicação Social.