Município do Fundão atribui apoios aos bombeiros que integram a corporação local

0

A Câmara Municipal do Fundão vai atribuir um conjunto de apoios aos bombeiros que integram a corporação fundanense, regalias que abrangem as secções locais e os soldados da paz no quadro de honra, bem como os filhos menores dos beneficiários.

O documento resulta de uma proposta do executivo municipal, liderado pelo social-democrata Paulo Fernandes, e já tinha sido colocado em discussão pública antes mesmo dos fogos deste verão, que vieram reafirmar a necessidade de “valorizar e reconhecer” o papel dos bombeiros no combate aos incêndios e no apoio, proteção e salvaguarda de populações e bens.

“São medidas muito positivas que poderão entusiasmar os cerca de 40 bombeiros que atualmente frequentam a escolinha de bombeiros e sobretudo valorizar muito o que é o papel do bombeiro no concelho do Fundão”, referiu o vice-presidente da autarquia, Miguel Gavinhos, na reunião em que o regulamento foi aprovado por unanimidade, incluindo alterações propostas na fase de análise pública.

Entre os apoios previstos estão a isenção do pagamento de taxas administrativas municipais e a redução em 50% no acesso às iniciativas de caráter desportivo e cultural promovidas por este município do distrito de Castelo Branco.

Junta-se-lhes ainda a atribuição de duas bolsas de estudos para bombeiros estudantes, bem como a equiparação ao escalão B no âmbito da ação social escolar de responsabilidade municipal, nomeadamente na atribuição de auxílios económicos para a aquisição de manuais escolares durante a escolaridade obrigatória.

Os apoios englobam ainda a equiparação aos beneficiários do cartão social municipal, com reduções de 50% na tarifa da água e na utilização da piscina municipal.

Está ainda previsto que o agregado familiar do bombeiro tenha acesso a apoio jurídico e administrativo em processos de caráter social, decorrentes de uma situação de morte, sendo que os bombeiros mantêm o direito a um seguro de acidentes pessoais, que é assegurado pelo município.

(Fonte: DN)




Sobre quem enviou a noticia

Daniel Rocha

Daniel Rocha

Nasceu na Guarda, mas foi em Famalicão da Serra que cresceu e conheceu o mundo dos bombeiros integrando o corpo activo. É Licenciado em Línguas e Literaturas Modernas, variante de Estudos Portugueses, e possui um Curso de Especialização em Ensino de Português como Língua Estrangeira e Língua Segunda (PLELS), ambos na Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra (FLUC). Para além da vida de professor, dedica-se a muitas outras actividades, entre as quais o teatro e a escrita, tendo publicado com alguma regularidade desde 2011. A sua ligação e gosto pelo mundo da imprensa levaram-no a ser colaborador da Rádio Altitude (Guarda) e do jornal Notícias de Gouveia (Gouveia).