Mulher de bombeiro ateia fogo em Alfândega da Fé para ilibar o marido

0

Bombeiro foi detido em setembro do ano passado e está acusado de 18 crimes de incêndio.

A mulher detida pela PJ de Vila Real, por suspeita de atear um incêndio, em junho, no concelho de Alfândega da Fé, pretendia mostrar que não era o marido, o bombeiro que foi detido em setembro do ano passado e que está acusado de 18 crimes de incêndio, quem ateava os fogos na zona.

O bombeiro, que entretanto requereu instrução do processo, exercia funções de chefia nos Voluntários de Alfândega da Fé e, segundo a acusação, terá causado com os seus atos prejuízos de 270 mil euros.

A mulher, empregada de comércio de 39 anos e que agora foi detida pela PJ por ter pegado fogo a uma zona de mato no passado dia 17, terá pretendido ilibar o marido, criando a ideia de que, apesar de aquele se encontrar detido, continuava a haver fogo posto na zona.

Fonte: Correio da Manha

About author

Paulo Reis

É natural e residente em Esmoriz, a sua vida profissional está ligada à indústria automóvel nestes últimos 25 anos como CAD Designer. É um dos fundadores da Rádio Voz de Esmoriz, onde apresentou o programa de rádio “Bombeiros em Missão”. Está ligado desde tenra idade aos Bombeiros de Esmoriz onde fez parte da orquestra do Grupo Cénico e hoje, ocupa o posto de Subchefe. Foi responsável pelo Grupo de Comunicação & Imagem dos BV Esmoriz e integrou a equipa do portal bombeirosdeportugal.com. É o responsável do Departamento de Relações Públicas do portal Bombeiros.pt