Morreu a segunda vítima indireta do incêndio de Pedrógão

0

Morreu a segunda vítima indireta do incêndio de Pedrógão Grande, avança a Sic Notícias.

Morreu esta quinta-feira a mulher que se presume que tenha sido atropelada na fuga, numa cadeira de rodas, ao incêndio de 17 de junho em Pedrógão Grande.

A mulher encontrava-se internada no Centro Hospitalar e Universitário de Coimbra.

Morreram no incêndio de Pedrógão Grande 64 pessoas, de acordo com a informação disponibilizada pelo Ministério Público ainda durante o verão.

Na lista das 64 vítimas não constam as vítimas indiretas. Até aquela data, era apenas uma. Alzira Carvalho da Costa que perdeu a vida ao ser atropelada quando fugia do incêndio.

“Quanto a José Rosa Tomás, cuja causa de morte, até ao momento, não está sinalizada como diretamente relacionada com o incêndio, o Ministério Público não deixará de recolher elementos com vista a definir todas as circunstâncias em que a mesma ocorreu”, acrescentou a Procuradoria Geral da República naquela altura.

Nos incêndios de outubro, recorde-se, morreram 45 pessoas. Resultante destes fogos – daquele que foi considerado o pior dia do ano em matéria de incêndios – haverá também mortes indiretas, informação que não é oficial.

Noticias ao Minuto




Sobre quem enviou a noticia

Sérgio Cipriano

Sérgio Cipriano

Natural de Gouveia e licenciado em Comunicação Multimédia pelo Instituto Politécnico da Guarda. Ingressou nos bombeiros com apenas 13 anos de idade e hoje ocupa o cargo de sub-chefe. É um dos fundadores da Associação Amigos BombeirosDistritoGuarda.com e diretor de informação do portal www.bombeiros.pt, orgão reconhecido pela Entidade Reguladora para a Comunicação Social.