Miranda do Douro: Quartel unido em momento de dor

1

bombeiros formatura“Estamos unidos para lhes dar força!” Corporação espera por notícias dos bombeiros que ficaram queimados em fogo. António Ferreira e Daniel Falcão têm 90 e 70 por cento de corpo queimado e correm risco de vida.

Emocionados, os Bombeiros de Miranda do Douro, no distrito de Bragança, uniram-se, ontem, no quartel, à espera de notícias dos três elementos da corporação que sofreram queimaduras muito graves, quando seguiam para o incêndio na freguesia de Cicouro, naquele concelho. De lágrimas nos olhos e visivelmente preocupados, os voluntários não tiraram os olhos do telefone da central – ansiando um telefonema do comandante que está no Hospital da Prelada, no Porto, onde estão internadas as três vítimas do fogo.

“A tristeza paira no nosso quartel. É um momento de dor e muito difícil. Estamos todos juntos e unidos à espera de boas notícias e para lhes dar força”, disse ao CM visivelmente consternado.

António Nuno Ferreira, bombeiro profissional, de 45 anos, continuava, ontem, a ser o elemento da corporação que inspirava mais cuidados. De acordo com fonte do Hospital da Prelada, o homem tem 90% do corpo queimado. Também Daniel Falcão, de 25, sofreu queimaduras em 70% da superfície corporal. Refere a unidade hospitalar, através de comunicado, que não houve qualquer evolução do estado dos doentes e que ambos estão ligados a um ventilador.

Durante a tarde de ontem, também Vítor Ribeiro, de 32 anos – o terceiro elemento dos Bombeiros de Miranda do Douro que seguia no carro de combate a incêndios que ficou destruído -, foi transferido do Hospital de Bragança para o da Prelada, no Porto, onde os colegas estão internados. “Ele está estável. A situação clínica do Vítor é completamente diferente. Foi transferido por precaução, uma vez que no Porto existem melhores condições para estes casos”, contou o comandante Luís Martins.

(Fonte: Correio da Manhã)




Sobre quem enviou a noticia

Daniel Rocha

Daniel Rocha

Nasceu na Guarda, mas foi em Famalicão da Serra que cresceu e conheceu o mundo dos bombeiros integrando o corpo activo. É Licenciado em Línguas e Literaturas Modernas, variante de Estudos Portugueses, e possui um Curso de Especialização em Ensino de Português como Língua Estrangeira e Língua Segunda (PLELS), ambos na Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra (FLUC). Para além da vida de professor, dedica-se a muitas outras actividades, entre as quais o teatro e a escrita, tendo publicado com alguma regularidade desde 2011. A sua ligação e gosto pelo mundo da imprensa levaram-no a ser colaborador da Rádio Altitude (Guarda) e do jornal Notícias de Gouveia (Gouveia).