México prepara-se para o impacto de “Patrícia”

0
(Foto: NASA)

(Foto: NASA)

Autoridades norte-americanas alertam para a possibilidade de uma catástrofe. Com milhares de pessoas retiradas das zonas mais perigosas, o furacão “Patrícia” é considerado como o mais intenso de que há registo.

Com ventos de 300km/h, o furacão “Patrícia” deverá chegar à Costa do México esta sexta-feira à noite. Para além do vento, temem-se chuvas torrenciais, inundações e aluimentos de terras.

Durante o dia escolas e aeroportos foram encerrados por razões de segurança. Nos hotéis de Puerto Vallarta, um ponto turístico do país, foram muitos os clientes que tentaram antecipar o final das férias.

Segundo as autoridades, nas zonas litorais dos estados mexicanos de Jalisco, Colima e Nayarit estão a ser retiradas devido a iminente chegada do furacão Patrícia, 50 mil pessoas. O furacão está também a ser responsável por uma corrida às lojas e um aumento da compra de produtos básicos.

As lojas, como as imagens já se estão a preparar para o embate dos ventos e da chuva.

A tempestade, que às 10:00 hora local (16:00 em Lisboa) estava localizada a 200 quilómetros de Manzanillo, Colima, e a 310 quilómetros de Cabo Corrientes, Jalisco, deve chegar a terra com ventos na ordem dos 325 quilómetros/hora e provocar fortes chuvas.

As autoridades destacaram 4.000 fuzileiros para os três estados, 5.900 membros do Exército e cerca de 500 polícias federais, disse, em conferência de imprensa, o diretor-geral para a gestão de crises da Coordenação Nacional de Proteção Civil, José María Tapia.

Segundo o centro nacional de risco, cerca de 400 mil pessoas naqueles três estados podem estar em vulnerabilidade devido ao Patrícia, considerado já o furacão mais intenso desde que começaram os registos em 1949.

(Fonte: TSF)

 




Sobre quem enviou a noticia

Daniel Rocha

Daniel Rocha

Nasceu na Guarda, mas foi em Famalicão da Serra que cresceu e conheceu o mundo dos bombeiros integrando o corpo activo. É Licenciado em Línguas e Literaturas Modernas, variante de Estudos Portugueses, e possui um Curso de Especialização em Ensino de Português como Língua Estrangeira e Língua Segunda (PLELS), ambos na Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra (FLUC). Para além da vida de professor, dedica-se a muitas outras actividades, entre as quais o teatro e a escrita, tendo publicado com alguma regularidade desde 2011. A sua ligação e gosto pelo mundo da imprensa levaram-no a ser colaborador da Rádio Altitude (Guarda) e do jornal Notícias de Gouveia (Gouveia).