Mais meios para a Protecção Civil reforçam segurança dos bracarenses

0

No Dia Internacional da Protecção Civil, este ano evocando o tema ‘Juntos para a Redução de Catástrofes’, Braga assinala a data com uma exposição de meios dos vários agentes de Protecção Civil e entidades colaborantes, de forma a melhorar o conhecimento sobre os riscos e envolver os cidadãos numa cultura de segurança, estimulando a sua participação e a ideia de que a protecção é uma responsabilidade de todos e para todos.

Na abertura da exposição, o autarca Ricardo Rio descansou os bracarenses quanto à segurança, lembrando o reforço que tem vindo a ser feito nesta área. “Inauguramos em Junho o quartel dos Bombeiros Sapadores. Em Setembro, formalizamos a revisão da estrutura orgânica da câmara, através da criação da divisão da Protecção Civil com a nomeação do respectivo responsável.

Destaque ainda para a reactivação da Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários com a nova direcção a conseguir o esforço de mobilização colectiva”, afirmou o edil bracarense, anunciando num futuro próximo, a dotação de mais meios humanos. “Estamos em processo de contratação de 15 bombeiros sapadores. Iremos também abrir um procedimento para a contratação de dez novos policias municipais que no seu todo ajudarão a munir a protecção civil de outra capacidade de resposta”.

O presidente da câmara municipal realçou a importância desta área para garantir a todos os cidadãos qualidade de vida e segurança.

“No concelho temos muitas instituições que estão aqui representadas que diariamente e de uma forma discreta dão o seu melhor para poder resolver muitas situações difíceis e, se possível, não ter que resolver situação alguma era um bom indicador porque era sinal que não tínhamos ocorrências para registar. Infelizmente, elas vão continuar a existir, mas os bracarenses podem sentir-se seguros porque as instituições e valências que hoje são exibidas respondem a cada um desses desafios”, rematou Ricardo Rio.

Correio do Minho




Sobre quem enviou a noticia

Ana Romaneiro

Ana Romaneiro

Nasceu em Évora onde cresceu e estudou. Desde muito cedo que partilha o gosto pela informática, que, a levou a tirar um curso profissional técnico de Gestão de Sistemas Informáticos, profissão que exerce na atualidade. A sua ligação aos bombeiros surge aos 13 anos ao entrar na fanfarra dos Bombeiros de Évora, onde permaneceu até 2013. Na atualidade integra a corporação os Bombeiros de Reguengos de Monsaraz, no posto de bombeira de 2º.