Meios aéreos vão ajudar a combater fogo em Moimenta da Beira

0

 

HeliO incêndio que lavra desde quinta-feira em Moimenta da Beira, distrito de Viseu, apresenta uma frente ativa de difícil acesso, pelo que irá contar com a ajuda de quatro meios aéreos.

“Neste momento, o fogo possui uma frente ativa, junto ao rio Tedo, de difícil acesso e que só pode ser combatida por pessoal apeado. Estão já a caminho do local helicópteros, os meios aéreos para ajudar no combate”, disse à agência Lusa Henrique Pereira.

De acordo com o segundo comandante distrital dos bombeiros de Viseu, o incêndio está a ser combatido por 400 operacionais, com o apoio de 102 veículos, dois pelotões militares, vários grupos de reforço de Coimbra, Guarda, Porto e Aveiro, dois helicópteros Kamov e dois avões anfíbios, sedeados em Vila Real.

“Estou convencido que, com o trabalho que tem sido efetuado no teatro de operações, dentro de duas ou três horas o incêndio estará dominado”, indicou o segundo comandante, acrescentando que o fogo não está a pôr em causa casas nem pessoas.

(Fonte: JN)

 

About author

Daniel Rocha

Daniel Rocha

Nasceu na Guarda, mas foi em Famalicão da Serra que cresceu e conheceu o mundo dos bombeiros integrando o corpo activo. É Licenciado em Línguas e Literaturas Modernas, variante de Estudos Portugueses, e possui um Curso de Especialização em Ensino de Português como Língua Estrangeira e Língua Segunda (PLELS), ambos na Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra (FLUC). Para além da vida de professor, dedica-se a muitas outras actividades, entre as quais o teatro e a escrita, tendo publicado com alguma regularidade desde 2011. A sua ligação e gosto pelo mundo da imprensa levaram-no a ser colaborador da Rádio Altitude (Guarda) e do jornal Notícias de Gouveia (Gouveia).