Lourosa: recompensa de cinco mil euros prometida

0

bombeiros-lourosa-presidentPresidente da corporação de Lourosa continua empenhado em saber quem vandalizou o monumento aos bombeiros falecidos, horas antes da inauguração

O presidente dos Bombeiros de Lourosa, em Santa Maria da Feira, oferece uma recompensa de cinco mil euros a quem denunciar ou der pistas “válidas” que conduzam aos responsáveis pela destruição do monumento aos bombeiros falecidos da corporação. A obra foi vandalizada a 23 de outubro de 2011, horas antes de ser inaugurada.

“Dou cinco mil euros do meu bolso a quem disser quem foram os responsáveis por esse ato cobarde de vingança”, assegurou Joaquim Cardoso, que, já na altura do caso, tinha falado em “crime encomendado, e muito bem planeado, por alguém que conhece bem o funcionamento do quartel”.

O ato de vandalismo teve lugar durante a madrugada, após um falso alerta para um incêndio florestal, em Vila Maior, que deixou o quartel apenas com a operadora de central. A bombeira ouviu o barulho, mas, com medo, não se atreveu a sair.

O anúncio da recompensa foi feito na passada noite de quarta feira, na tomada de posse do comandante José Carlos Pinto, que durante dois anos e meio comandou a corporação em regime de substituição. José Carlos Pinto e o chefe Carlos Castanheira foram acusados pelo anterior comandante de serem os responsáveis pela morte de dois bombeiros num incêndio na Lomba, Gondomar, mas foram absolvidos. “Foi uma barbaridade acusar estes dois homens de criminosos. A homologação da sua nomeação, pela Autoridade Nacional de Proteção Civil, foi uma decisão contra tudo e quase todos”, afirmou o dirigente.
(Fonte: Sábado)

About author

Daniel Rocha

Daniel Rocha

Nasceu na Guarda, mas foi em Famalicão da Serra que cresceu e conheceu o mundo dos bombeiros integrando o corpo activo. É Licenciado em Línguas e Literaturas Modernas, variante de Estudos Portugueses, e possui um Curso de Especialização em Ensino de Português como Língua Estrangeira e Língua Segunda (PLELS), ambos na Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra (FLUC). Para além da vida de professor, dedica-se a muitas outras actividades, entre as quais o teatro e a escrita, tendo publicado com alguma regularidade desde 2011. A sua ligação e gosto pelo mundo da imprensa levaram-no a ser colaborador da Rádio Altitude (Guarda) e do jornal Notícias de Gouveia (Gouveia).