Liga dos Bombeiros surpreendida com saída do comandante da Proteção Civil

0

A Liga dos Bombeiros recebeu com “surpresa” a não renovação do cargo de comandante nacional operacional da proteção civil a José Manuel Moura, que considera de grande competência, mas acredita que Rui Esteves saberá ocupar bem o seu lugar.

Reconhecendo que é à Autoridade Nacional de Proteção Civil e ao Governo que compete escolher quem quer a comandar, o presidente da Liga dos Bombeiros Portugueses, Jaime Marta Soares, considerou contudo que os bombeiros deveriam ter uma palavra a dizer sobre as escolhas que são feitas.

“Ao governo compete escolher quem quer a comandar, mas quem tem que aturar somos nós os bombeiros, por isso poderíamos e deveríamos ter uma palavrinha a dizer sobre estas questões”, afirmou, em declarações à Lusa.

Contudo, Jaime Marta Soares salvaguardou que estas palavras não devem nunca ser entendidas “como uma reserva ao novo comandante nacional”, que acredita que “atingirá os objetivos”, com o apoio dos bombeiros.

“Não tenho nada contra o comandante Rui Esteves, de quem sou amigo há muitos anos, com quem partilhei momentos bons e menos bons, tenho por ele grande estima e consideração”, afirmou, sublinhando que “é um pessoa competentíssima e que saberá ocupar bem o seu lugar”.

Quanto ao comandante a quem não foi renovada a comissão, José Manuel Moura, “é bombeiro desde sempre, um profissional com muitos anos de experiência, e só os cargos que ocupou dizem que é um homem dos bombeiros, de grande competência técnica e grande valia intelectual”.

“Foi com surpresa que soube que não foi renovada a sua comissão de serviço. Não vejo nenhuma razão para não ser renovada, é um homem com largo conhecimento e com um currículo exemplar. É uma mudança de ciclo, nada tenho a dizer quanto a isso, mas foi para mim uma surpresa”, disse o presidente da liga.

Lembrando que 98% da atividade de socorro é desenvolvida pelos bombeiros, que estes são 96% da presença nos teatros de operações dos incêndios florestais e que 95% da atividade do INEM é exercida pelos bombeiros, Jaime Marta Soares sublinhou esperar ter do novo comandante aquilo que é a resposta à grande força do socorro em Portugal.

“É pois importante que haja bom entendimento entre quem representa os portugueses e o seu sustentáculo. O que eu desejo é que tenha êxito na sua missão, contribuiremos para esse êxito e é importante que ele contribua para um bom relacionamento”.

Notícias ao Minuto




Sobre quem enviou a noticia

Ana Romaneiro

Ana Romaneiro

Nasceu em Évora onde cresceu e estudou. Desde muito cedo que partilha o gosto pela informática, que, a levou a tirar um curso profissional técnico de Gestão de Sistemas Informáticos, profissão que exerce na atualidade. A sua ligação aos bombeiros surge aos 13 anos ao entrar na fanfarra dos Bombeiros de Évora, onde permaneceu até 2013. Na atualidade integra a corporação os Bombeiros de Reguengos de Monsaraz, no posto de bombeira de 2º.