Liga de Bombeiros sem financiamento para remover amianto de 130 quartéis

0
Imagem ilustrativa

Imagem ilustrativa

Há três meses a Liga concluiu que, num universo de cerca de 500 quartéis, há 130 em cuja construção foi utilizado amianto. Para a sua remoção, estava a contar com o apoio da Autoridade Nacional de Proteção Civil, mas depois foi-lhe dito que «não há cobertura financeira» para isso.

Passados 3 meses está tudo na mesma. Na altura o presidente da Liga de Bombeiros dizia que tinha garantias da Autoridade Nacional de Proteção Civil de que financiaria a remoção do amianto. Jaime Marta Soares diz agora que recebeu da ANPC a informação «de que não havia cobertura financeira para fazer face a essa situação. O que não podemos deixar de lamentar».

Apesar disso , Jaime Marta Soares acrescentou, em declarações à TSF, que a Liga de Bombeiros tem tido «um bom relacionamento com a ANPC, tem cumprido o que tem acertado connosco». A ANPC «ainda não se pôs de fora desta ajuda».

Para além de continuar a contar com o apoio da Autoridade Nacional de Proteção Civil, a Liga de Bombeiros espera também que seja possível obter financiamento europeu para remover o amianto que permanece nos edificios de 130 quarteis de bombeiros.

TSF

 




Sobre quem enviou a noticia

Sérgio Cipriano

Sérgio Cipriano

Natural de Gouveia e licenciado em Comunicação Multimédia pelo Instituto Politécnico da Guarda. Ingressou nos bombeiros com apenas 13 anos de idade e hoje ocupa o cargo de sub-chefe. É um dos fundadores da Associação Amigos BombeirosDistritoGuarda.com e diretor de informação do portal www.bombeiros.pt, orgão reconhecido pela Entidade Reguladora para a Comunicação Social.