Legionella: o que é ?

1

Legionella_pneumophila_01As bactérias do género Legionella são aeróbias e existem mais de 50 espécies diferentes, 17 das quais podem levar a doenças em seres humanos, sendo a Legionella pneumophila reconhecida como a mais patogénica.

Estas bactérias causam a conhecida doença do legionário, divulgada pela primeira vez em 1976. A doença manifesta-se como uma forma grave de pneumonia e tem como sintomas tosse, febre e dores musculares.
Transmissão

As bactérias do género Legionella  são transmitidas principalmente pela inalação de gotículas de vapor de água contaminada (aerossóis), de dimensões tão reduzidas que possibilitam a deposição destas bactérias nos alvéolos pulmonares.

Possíveis fontes destes aerossóis são:

  • Sistemas de arrefecimento (torres de arrefecimento, condensadores evaporativos, humidificadores e sistemas de ar condicionado);
  • Redes prediais de água quente e água fria;
  • Sistemas de água climatizada de uso recreativo.

A título de exemplo, estas fontes podem ser encontradas em:

  • Casas e apartamentos;
  • Piscinas;
  • Chuveiros e saunas;
  • Hospitais;
  • Hotéis;
  • Centros comerciais;
  • Dormitórios;
  • Instalações desportivas.

Uma infecção pode ocorrer tanto em ambiente profissional como doméstico.

Ocorrência e propagação

As bactérias do género  Legionella são bactérias ambientais típicas e encontram-se em águas doces e salgadas, águas subterrâneas e de superfície, bem como em solos, lamas e composto.  Geralmente encontram-se em concentrações baixas, como um componente natural da água para os seres humanos e portanto inofensivas. As bactérias do género  Legionella são um factor de risco em condições favoráveis para se desenvolverem.

Sintomas

A  bactéria Legionella manifesta-se por:

  • Tosse
  • Febre alta
  • Pontadas torácicas
  • Em alguns casos também por dores musculares

(Fonte: Eurofins/ TVI24)




Sobre quem enviou a noticia

Daniel Rocha

Daniel Rocha

Nasceu na Guarda, mas foi em Famalicão da Serra que cresceu e conheceu o mundo dos bombeiros integrando o corpo activo. É Licenciado em Línguas e Literaturas Modernas, variante de Estudos Portugueses, e possui um Curso de Especialização em Ensino de Português como Língua Estrangeira e Língua Segunda (PLELS), ambos na Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra (FLUC). Para além da vida de professor, dedica-se a muitas outras actividades, entre as quais o teatro e a escrita, tendo publicado com alguma regularidade desde 2011. A sua ligação e gosto pelo mundo da imprensa levaram-no a ser colaborador da Rádio Altitude (Guarda) e do jornal Notícias de Gouveia (Gouveia).