Kamov Helicópteros avariados só voam para o ano

0

kamovruiguerreiro2100e03fAparelhos estão avariados desde o ano passado, mas a reparação, que custa mais de oito milhões de euros, vai demorar.

Os dois helicópteros “Kamov” que estão avariados vão ser reparados, mas não a tempo de poderem ser usados no combate aos fogos deste ano.

O Governo vai avançar com a reparação, que vai custar 8,5 milhões de euros, mas já sabe que não estarão prontos para o Verão.

Depois de já ter dito o contrário, o secretário de Estado da Administração Interna, Jorge Gomes, admitiu esta quarta-feira à noite no Parlamento que a Protecção Civil não pode contar com estes dois aparelhos.

“O Ministério já deu instruções à Autoridade Nacional de Protecção Civil para proceder de imediato à reparação dos dois Kamov que estão inoperacionais. Claro está que esse processo só vai trazer reflexos na época do ano que vem. Entre processo concursal e reparação perdemos um ano, correndo tudo muito bem”, disse.

O secretário de Estado da Administração Interna esteve no Parlamento, juntamente com a ministra Constança Urbano de Sousa no âmbito dos debates sectoriais do Orçamento do Estado.

Fonte: rr.sapo.pt

Sobre o autor

Pedro Fonseca

Pedro Fonseca

É natural e residente em Gouveia, a sua vida profissional está ligada nestes últimos 17 anos à área de consultadoria em seguros. Em 2013 foi fundador da empresa LICATEL - Soluções em Telecomunicações onde é sócio/gerente. Desde tenra idade ingressou nas camadas jovens dos Bombeiros de Gouveia tendo permanecido alguns anos nos quadros, ultimamente passou pela Direcção da referida Instituição dinamizando a área de comunicação e imagem. Frequentou a licenciatura em Gestão de Marketing no IPAM de Aveiro. Passou por diversas Associações de Gouveia dando o seu contributo.