Jovens desaparecidos no Meco tinham arrendado casa em Alfarim

0

Buscas para encontrar pescador desaparecidoAlguns dos jovens do grupo de sete universitários arrastados esta madrugada por uma onda na praia do Meco tinham uma casa arrendada em Alfarim, nas proximidades, disse à agência Lusa o vereador da Protecção Civil Municipal de Setúbal.

Cinco jovens, com idades entre os 21 e os 25 anos, continuam hoje desaparecidos depois de terem sido arrastados por uma onda na Praia do Meco (Setúbal), um foi resgatado morto e outro retirado do mar com vida e transportado para o Hospital Garcia de Orta, de onde já teve alta.

Segundo o vereador da Protecção Civil Municipal de Setúbal, Francisco Luis, as autoridades estão agora a tentar contactar o proprietário da habitação arrendada pelos jovens, para tentar chegar a uma identificação dos mesmos e comunicar com as famílias.

O mesmo responsável adiantou à Lusa que “é muito fácil ser surpreendido pela rebentação das ondas na praia do Meco, principalmente durante a noite”.

“O mar pode parecer que está chão durante quatro ou cinco minutos e, de repente, podem aparecer duas ou três ondas muito grandes e surpreender quem está à beira mar”, explicou.

Fonte oficial do Garcia de Orta disse à Lusa que o rapaz assistido naquela unidade já teve alta e foi levado pela Polícia Marítima.

De acordo com Marinha, o acidente ocorreu pela 01:00 de hoje, tendo o primeiro pedido de socorro sido efectuado à 01:12.

Pelas 07:00, as equipas de busca e salvamento resgataram o cadáver de um outro rapaz do grupo.

De acordo com as autoridades, permanecem desaparecidos os cinco jovens: quatro raparigas e um rapaz.

No local estão hoje de manhã cerca de 40 operacionais, um meio aéreo da Força Aérea, lanchas e 18 veículos dos bombeiros, da Polícia Marítima, da GNR, INEM e Serviço Municipal de Protecção Civil de Sesimbra.

(Fonte: Lusa/SOL)

About author

Daniel Rocha

Daniel Rocha

Nasceu na Guarda, mas foi em Famalicão da Serra que cresceu e conheceu o mundo dos bombeiros integrando o corpo activo. É Licenciado em Línguas e Literaturas Modernas, variante de Estudos Portugueses, e possui um Curso de Especialização em Ensino de Português como Língua Estrangeira e Língua Segunda (PLELS), ambos na Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra (FLUC). Para além da vida de professor, dedica-se a muitas outras actividades, entre as quais o teatro e a escrita, tendo publicado com alguma regularidade desde 2011. A sua ligação e gosto pelo mundo da imprensa levaram-no a ser colaborador da Rádio Altitude (Guarda) e do jornal Notícias de Gouveia (Gouveia).