José Miranda, Vice-presidente da Liga de Bombeiros Portugueses demite-se

0

Imagem de: www.tamegasousa.pt

Há mais uma demissão nos órgãos da estrutura da Liga de Bombeiros Portugueses (LBP).

José Joaquim da Silva Miranda, Vice-Presidente da Liga de bombeiros Portugueses e também ex Presidente da Federação dos Bombeiros do Distrito do Porto, pediu na passada semana a demissão do cargo que exercia na estrutura.

O portal bombeiros.pt, no contacto com o dirigente, apurou a existência de incompatibilidades entre o atual Presidente do Conselho Executivo da LBP, Comandante Jaime Marta Soares e o então ex Presidente da Federação de Bombeiros do Distrito do Porto e Vice-Presidente do órgão.

José Miranda, em declaração ao Bombeiros.pt, refere que as decisões que as pessoas tomam “são sempre consequência de factos e razões”, referindo que esta decisão terá sido tomada porque houveram princípios que estão fora do “âmbito dos seus valores”.

O dirigente refere que quando as ideias e as formas de entendimento são diferentes e o “esforço de aproximação não resulta, a única saída é desligarmo-nos.” Indo mais longe, José Miranda, refere que só é possível conduzir e gerir os destinos da Liga de Bombeiros, “se formos desejavelmente francos no debate e na construção e reconstrução de entendimentos onde o plural tenha espaço e inclusão e as estratégias e ações sejam construídas coletivamente e sem sujeição a pré determinações.” Acusando assim Jaime Marta Soares de não promover o debate de entendimentos, onde todos os membros do Conselho Executivo possam livremente contribuir para o delinear de estratégias a tomar por parte deste órgão.

Perante estas incompatibilidade, o ex presidente da Federação dos Bombeiros do Distrito do Porto refere que, não havendo outra solução, vai regressar “às bases, ao meu habitat natural para continuar a aprender no aconchego das e dos que me permitem ser um deles.”

Questionado pelo portal bombeiros.pt sobre uma eventual candidatura ao Conselho Executivo da Liga de Bombeiros Portugueses, no congresso que se avista já para este ano, José Miranda refere que está a “recuperar de um período doloroso que exige alguma reflexão e concentração para regressar à normalidade” não desmentindo uma possibilidade de se candidatar.

O bombeiros.pt sabe que, para ocupar o lugar de José Miranda na Liga de Bombeiros Portugueses, terá sido chamado o Comandante do Quadro de Honra José Gomes da Costa dos bombeiros de Espinho, dado que, por questões pessoais e profissionais o comandante Miguel Ângelo e Silva David dos bombeiros de Carregal do Sal (atual CODIS de Viseu) e o Comandante Paulo Jorge Linares Simões dos bombeiros de Vila Real de Santo António não puderam assumir o respectivo cargo.

O portal Bombeiros.pt entrou em contacto com o Comandante Jaime Marta Soares no sentido de obter uma reação à presente demissão, o mesmo ternos-à referido que só o Professor José Miranda poderá dar essa justificação do mesmo modo que “nos informou a nós.”.

A cerca de 5 meses do próximo congresso da Liga, onde haverá eleições para o próximo triénio, nossa redação sabe que, poderá estar para breve o anuncio de mais demissões na Liga de Bombeiros Portugueses.

 




Sobre quem enviou a noticia

Sérgio Cipriano

Sérgio Cipriano

Natural de Gouveia e licenciado em Comunicação Multimédia pelo Instituto Politécnico da Guarda. Ingressou nos bombeiros com apenas 13 anos de idade e hoje ocupa o cargo de sub-chefe. É um dos fundadores da Associação Amigos BombeirosDistritoGuarda.com e diretor de informação do portal www.bombeiros.pt, orgão reconhecido pela Entidade Reguladora para a Comunicação Social.