INEM volta a falhar e paciente morre de paragem cardíaca

0
Imagem ilustrativa

Imagem ilustrativa

Um homem de 64 anos morreu de paragem cardio-respiratória em Évora por alegada falta de assistência médica. Os bombeiros foram chamados de urgência mas quando pediram o apoio do INEM não foi possível porque não havia médico – mais uma caso fatal de novo em Évora por problemas com uma viatura de assistência médica.

(Fonte: RTP)

 




Sobre quem enviou a noticia

Ana Romaneiro

Ana Romaneiro

Nasceu em Évora onde cresceu e estudou. Desde muito cedo que partilha o gosto pela informática, que, a levou a tirar um curso profissional técnico de Gestão de Sistemas Informáticos, profissão que exerce na atualidade. A sua ligação aos bombeiros surge aos 13 anos ao entrar na fanfarra dos Bombeiros de Évora, onde permaneceu até 2013. Na atualidade integra a corporação os Bombeiros de Reguengos de Monsaraz, no posto de bombeira de 2º.