INEM e bombeiros acordaram novas tabelas de pagamentos

0

As corporações de bombeiros vão receber mais 1,2 milhões de euros em 2013 pelos serviços prestados na área da emergência médica, no âmbito de um acordo entre o INEM e a Liga de Bombeiros hoje divulgado.

De acordo com uma nota de imprensa, o Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM) e a Liga dos Bombeiros Portugueses (LBP) chegaram a acordo para a actualização da tabela de pagamentos às corporações de bombeiros pelos serviços prestados no âmbito da emergência médica pré-hospitalar. No total, as corporações de bombeiros vão receber mais 1,2 milhões de euros.

A actualização da tabela de pagamentos do INEM às corporações de bombeiros prevê aumentos de 8,2% dos prémios de saída para os Postos de Emergência Médica e de 2,9% para os Postos Reserva.

Cada vez que os Centros de Orientação de Doentes Urgentes do INEM acionam uma ambulância dos Bombeiros pagam-lhes um valor, de acordo com uma tabela que tem em consideração a formação dos tripulantes das ambulâncias e os quilómetros percorridos até à unidade de saúde.

O Subsídio Trimestral Fixo vai ter uma actualização de 5,44 por cento. Este subsídio destina-se a comparticipar as despesas das corporações de bombeiros que têm uma ambulância cedida pelo INEM.

O INEM paga ainda aos bombeiros um subsídio de valor unitário fixo por cada um dos serviços prestados destinado à aquisição de consumíveis. Este pagamento irá registar um aumento de 100%, passando para dois euros por serviço realizado.

A nova tabela de pagamentos entra em vigor em Janeiro de 2013. A última revisão foi feita em 2008.

O INEM tem 252 Postos de Emergência Médica em corporações de bombeiros, aos quais estão atribuídas 265 ambulâncias do Instituto e em 2011 equipou todos os Postos de Emergência Médica e a maioria dos Postos Reserva com Desfibrilhador Automático Externo.

Fonte: Diário Digital com Lusa




Sobre quem enviou a noticia

luis.andrade

luis.andrade

É natural da Guarda e Licenciado em enfermagem, tendo obtido também uma pós-graduação em Urgência e Emergência Hospitalar e uma pós-licenciatura de Especialização em Enfermagem em Saúde Mental e Psiquiatria. Durante a frequência do curso de licenciatura em enfermagem, colaborou, como voluntário, na delegação da Guarda da Cruz Vermelha Portuguesa. Na atualidade exerce a profissão de enfermeiro no Funchal e integra a corporação dos Bombeiros Madeirenses, onde ocupa o posto de subchefe equiparado.