Incêndios florestais causam pior crise numa década no leste da Austrália

0

AP+fogos+australiaOs bombeiros na Austrália lutam contra uma centena de incêndios esta sexta-feira no Estado de Nova Gales do Sul, na pior onda de queimadas numa década na região, que já causou uma morte e arrasou dezenas de casas.

Os incêndios não dão sinais de estarem a ser controlados já que as chamas continuam a expandir-se hoje, apesar de estar mais frio e húmido do que ontem, quando a temperatura superou os 34 graus e os ventos chegaram aos 90 km/h.

O fogo nesta região do leste da Austrália ainda está «muito activo, muito dinâmico e muito perigoso», disse o comissário do Serviço Rural de Bombeiros, Shane Fitzsimmons.

Um homem de 63 anos morreu ontem quando tentava combater o fogo perto da sua casa em Lake Munmorah, a 124 quilómetros a norte de Sydney, disse à emissora local ABC o chefe do governo estadual, Barry O’Farrell.

Até agora esta é a única morte por causa do fogo confirmada pelas autoridades que, no entanto, alertaram que o número pode aumentar nas próximas horas.

«Acreditamos que serão centenas de casas, edifícios e infra-estruturas afectados pelos incêndios. Mas não podemos ignorar a realidade de encontramos pessoas dentro dessas casas que não foram destruídas», disse Fitzsimmons em conferência de imprensa.

As autoridades acreditam que o número de imóveis destruídos pelas chamas pode chegar a mais de 200, dos quais 30 foram totalmente queimados ontem na cidade de Springwood, na região turística das Montanhas Azuis («Blue Mountains»).

Somente nessa região, uma das mais afectadas, as autoridades confirmaram ontem à noite que 81 casas ficaram destruídas e outras 37 sofreram danos.

Os sete principais focos de incêndios queimaram até ao momento 50 mil dos 88,2 mil hectares destruídos no total, cujo perímetro chega a 400 quilómetros, segundo o comissário estadual dos bombeiros.

Fonte: Diário Digital




Sobre quem enviou a noticia

Mónica Costa

Mónica Costa

É natural de Tabuaço, licenciada em Comunicação e Relações Económicas e Mestre em Marketing e Comunicação. Foi jornalista na Rádio F até 2013 e apesar de nunca ter estado diretamente ligada ao mundo dos bombeiros, acompanhou sempre com um enorme respeito e admiração o seu trabalho. Na atualidade integra a equipa da Direção informativa do portal bombeiros.pt.