Incêndio volta a entrar em aldeias em Mação

1

No concelho de Mação, no distrito de Santarém, continua a lavrar um fogo desde as 15:18, que às 21:50 ainda mantinha uma frente ativa.

Segundo dados consultados pelo Portal Bombeiros.pt na página da Autoridade Nacional de Proteção Civil (ANPC), o incêndio está a ser combatido por 331 operacionais, apoiados por 98 meios terrestres.

De acordo com o Comando Distrital de Operações de Socorro de Santarém, os meios no terreno estão a efetuar “defesa periférica” às localidades de Aldeia de Eiras e Castelo, cujo acesso entre elas está cortado ao trânsito.

Durante as operações de combate a este incêndio, um Sapador Florestal teve que receber cuidados médicos hospitalares devido à inalação de fumos.

Vasco Estrela, autarca de Mação, em entrevista à Rádio Condestável, afirmou estar desalentado e lamentou mais esta ocorrência, desabafando que “é esta a nossa sina deste verão”.

Vasco Estrela foi uma das vozes mais críticas em relação aos incêndios do passado mês de Julho e Agosto, que destruiram mais de 80% do concelho de Mação, sendo muito crítico em relação à gestão de meios que terá sido feita pelo anterior Comandante Nacional da Protecção Civil.

Agora, e apesar de Rui Esteves já se ter demitido e de não ter qualquer papel na gestão dos meios, Mação tem mais um incêndio que entra pelas aldeias do concelho e o autarca afirma que “só esta tarde, mais de 300 hectares já foram consumidos pelas chamas”. “Resta esperar pelo cair da noite e pelo amainar do calor… vamos ver se conseguimos resolver a situação”, concluiu o autarca.

Estão no local alguns grupos de reforço, nomeadamente: GRUATA 01 FEB, GRUATA 02 Lisboa, GRIF 01 Lisboa, GRIF 01 Portalegre, GRIF 02 Portalegre, GRIF 01 Castelo Branco, GRIF 02 Castelo Branco e GRIF 01 Leiria.

Encontra-se neste momento fechada ao trânsito a circulação na Estrada Municipal 549 entre Castelo e Aldeia de Eiras.

 




Sobre quem enviou a noticia

Daniel Rocha

Daniel Rocha

Nasceu na Guarda, mas foi em Famalicão da Serra que cresceu e conheceu o mundo dos bombeiros integrando o corpo activo. É Licenciado em Línguas e Literaturas Modernas, variante de Estudos Portugueses, e possui um Curso de Especialização em Ensino de Português como Língua Estrangeira e Língua Segunda (PLELS), ambos na Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra (FLUC). Para além da vida de professor, dedica-se a muitas outras actividades, entre as quais o teatro e a escrita, tendo publicado com alguma regularidade desde 2011. A sua ligação e gosto pelo mundo da imprensa levaram-no a ser colaborador da Rádio Altitude (Guarda) e do jornal Notícias de Gouveia (Gouveia).