Incêndio em Pedrógão Grande é “oportunidade trágica” para avaliar sistema de Proteção Civil

0

Duarte Caldeira, presidente do Centro de Estudos da Proteção Civil, considera que o incêndio em Pedrógão Grande poderá levar a uma avaliação em larga escala do sistema de Proteção Civil em Portugal.

O responsável sublinha que as comunicações “são determinantes” nestas situações de catástrofe, mas que é “prematuro” determinar se é necessário um novo sistema de comunicações.

Duarte Caldeira refere que a componente tecnológica destes sistemas deve ser testada de modo a que não falhe.

O presidente do Centro de Estudos da Proteção Civil considera ainda que é “absolutamente inaceitável” que o Plano Nacional de Incêndios não seja avaliado há quatro anos, uma vez que se trata de um “instrumento estratégico precioso” para a intervenção e combate aos incêndios florestais.

Para Duarte Caldeira, a “subestimação” da importância desse documento deve ser apontada a várias entidades, incluindo o antigo e o atual Governo.

Sublinha, por fim que existe em Portugal um “grande número” de relatórios e planos que “repetem diagnósticos”, mas o que falta é a aplicação das terapêuticas para a resolução de problemas.

 

RTP1




Sobre quem enviou a noticia

Ana Romaneiro

Ana Romaneiro

Nasceu em Évora onde cresceu e estudou. Desde muito cedo que partilha o gosto pela informática, que, a levou a tirar um curso profissional técnico de Gestão de Sistemas Informáticos, profissão que exerce na atualidade. A sua ligação aos bombeiros surge aos 13 anos ao entrar na fanfarra dos Bombeiros de Évora, onde permaneceu até 2013. Na atualidade integra a corporação os Bombeiros de Reguengos de Monsaraz, no posto de bombeira de 2º.