Incêndio num sexto andar em Lisboa causou um ferido grave

0

Paulo Lourenço/JNUma mulher, de 71 anos, sofreu uma paragem respiratória devido à inalação de fumo, na sequência do incêndio que deflagrou na sua habitação, no sexto andar de um prédio da avenida de Roma, em Lisboa.

As chamas deflagraram num quarto do sexto andar, do número 82 da avenida de Roma, em Lisboa, cerca das 10 horas e foram extintas pouco depois pelos bombeiros, sem que se tenham propagado a prédios vizinhos.

Segundo os bombeiros, uma mulher, de 71 anos, estava sozinha em casa quando o fogo deflagrou e foi encontrada no corredor, em paragem respiratória devido à inalação de fumo, tendo sido reanimada.

A médica do INEM que assistiu a vítima no local disse ao JN que a mulher sofreu queimaduras nas vias respiratórias e “está em estado grave mas estável”. Foi transportada para o Hospital de S. José.

O marido chegou ao local quando decorriam as operações de socorro e ficou bastante abalado, tendo recebido apoio do INEM.

O incêndio apenas causou danos no quatro onde as chamas deflagraram, não havendo para já informações sobre a sua origem.

O prédio onde deflagrou o incêndio situa-se ao lado do prédio onde mora o ex-ministro socialista Vieira da Silva, que saiu de casa pouco depois do fogo ter sido extinto.

Os bombeiros permanecem no local, com oito viaturas, nos trabalhos de rescaldo.

Fonte: Jornal de Notícias

 

Video: Incêndio em Lisboa

About author

luis.andrade

luis.andrade

É natural da Guarda e Licenciado em enfermagem, tendo obtido também uma pós-graduação em Urgência e Emergência Hospitalar e uma pós-licenciatura de Especialização em Enfermagem em Saúde Mental e Psiquiatria. Durante a frequência do curso de licenciatura em enfermagem, colaborou, como voluntário, na delegação da Guarda da Cruz Vermelha Portuguesa. Na atualidade exerce a profissão de enfermeiro no Funchal e integra a corporação dos Bombeiros Madeirenses, onde ocupa o posto de subchefe equiparado.